ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 

Cidades

Em operação, 1,4 tonelada de cocaína que saiu do Paraguai é apreendida

A Costa do Marfim, assim como outros países africanos, é o ponto de conexão entre a América do Sul e a Europa para o narcotráfico

Por Viviane Oliveira | 26/02/2021 10:21
Grande carregamento de cocaína foi apreendio em Abidjan (Foto: ABC Color)
Grande carregamento de cocaína foi apreendio em Abidjan (Foto: ABC Color)

A polícia da Costa do Marfim apreendeu mais de uma tonelada de cocaína na noite de ontem (25), durante operação, em Abidjan. O carregamento, segundo apurado pela Agência Reuters e publicado pelo site ABC Color, saiu do Paraguai, país que faz divisa com Mato Grosso do Sul.

A Costa do Marfim, assim como outros países africanos, é o ponto de conexão entre a América do Sul e a Europa para o narcotráfico. As remessas são enviadas em contêineres dentro de navios e aviões.

O ABC Color, tentou contato com o Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, para saber se a ministra Zully Rolón tinha conhecimento da droga apreendida na África, mas não houve retorno até a publicação da reportagem.

Jarvis Pavão - A situação ocorre dois dias depois de a polícia paraguaia encontrar cerca de 3.800 litros de acetona, líquido utilizado no preparo de cocaína na fazenda El Tigre, localizada na Agua Dulce, distrito de bahía Negra (Chaco), na fronteira com a Bolívia, de propriedade de Jarvis Pavão, narcotraficante brasileiro, atualmente no Presídio Federal de Brasília. O produto para fabricação do entorpecente estava distribuído em 19 tambores de 200 litros cada.

A polícia procurava os animais furtados na região, mas não encontraram os bovinos. No local, oito pessoas foram presas, além de 10 aparelhos celulares e quatro armas de fogo, sendo dois revólveres e dois rifles. De Ponta Porã, Jarvis Pavão é um dos principais traficantes de cocaína da Linha Internacional.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário