ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

MS terá 2 mil casas populares para quilombolas e povos indígenas

Moradias fazem parte do programa "Minha Casa, Minha Vida"; 33 municípios foram contemplados

Por Lucia Morel | 10/04/2024 19:55
Casas populares em Caarapó com apoio da omunidade Organizada em Defesa de Moradia nas Ocupações Irregulares. (Foto: Reprodução Redes Sociais)
Casas populares em Caarapó com apoio da omunidade Organizada em Defesa de Moradia nas Ocupações Irregulares. (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Mato Grosso do Sul foi contemplado com 2.336 unidades do Minha Casa Minha Vida Rural e Entidades. São 1.687 para a primeira modalidade e 649 para a segunda. Segundo o Governo Federal, muitas dessas moradias estão localizadas em comunidades tradicionais como quilombolas e povos indígenas, além de famílias organizadas pelos movimentos de luta por moradia.

São 33 municípios contemplados, os maiores são Dourados e Ponta Porã, onde haverá obra de 41 unidades habitacionais na segunda cidade e 300 na primeira. Ambas são na modalidade rural e cadastradas pela Assocene (Associação de Orientação às Cooperativas do Nordeste) em Ponta Porã e pela Comunidade Organizada em Defesa de Moradia nas Ocupações Irregulares, Famílias sem Moradia em Mato Grosso do Sul, em Dourados.

Maracaju e Paranhos receberão 100 casas cada uma, na mesma modalidade. A primeira pela Comunidade Organizada em Defesa de Moradia nas Ocupações Irregulares e a segunda pela Associação Sul Mato Grossense de Apoio na Habitação Rural e Urbana. A seleção completa pode ser conferida no portal da Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal.

Bonito, através das modalidades entidades e rural, terá 180 casas em três convênios diferentes pela Associação de Apoio à Habitação Popular e Reforma Urbana de Mato Grosso do Sul.

Em todo Brasil, o Governo Federal destinará R$ 11,6 bilhões para a construção de 112,5 mil moradias. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (10) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O programa dará teto a 440 mil pessoas em áreas rurais e urbanas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias