ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  25    CAMPO GRANDE 36º

Enquetes

Para 66% dos leitores, vizinhos estão desrespeitando o isolamento social

Participação popular comprova que medidas de prevenção ao novo coronavírus não estão sendo seguidas por todos

Por Liniker Ribeiro | 10/08/2020 07:12
Equipes da Guarda Civil Metropolitana durante abordagem, na Vila Nasser, onde festa acontecia na noite de sábado (Foto: Divulgação)
Equipes da Guarda Civil Metropolitana durante abordagem, na Vila Nasser, onde festa acontecia na noite de sábado (Foto: Divulgação)

Toque de recolher que nada! Orientações para evitar reuniões entre amigos ou familiares também não. Enquete realizada pelo Campo Grande News,neste domingo (9) indica que 66% da população tem presenciado algum tipo de atividade em sua vizinhança, reforçando que o isolamento social não tem sido seguido por muitos em cidades do Mato Grosso do Sul.

Situação facilmente comprovada por meio de levantamentos de equipes de fiscalização, entre elas Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária e Semadur (Secretaria de Meio .

Só de sábado (8) para domingo (9), duas pessoas foram levadas à delegacia por descumprirem medidas de segurança impostas como tentativa de frear os números da covid-19, em Campo Grande.

Em um dos casos, o morador se recusou a encerrar festa realizada em residência na Rua Carlos Hidalgo Emmanuelli, na Vila Nasser. Segundo boletim de ocorrência, no local, várias pessoas se aglomeravam e faziam uso de bebidas alcoólicas, além de narguilé. Ambas as atitudes vão contra decreto da prefeitura, que estabelece medidas de segurança em prevenção ao novo coronavírus.

As taxas de isolamento mostram que não há o que segure a população de Campo Grande em casa. Com índice de 37,20% a cidade ficou em 4º lugar entre os piores índices do País no sábado (8), véspera do Dia dos Pais. O sistema registrou bairro com adesão de apenas 19,20% ao isolamento social, menor que em dia útil.

Onde o desrespeito é maior - Os bairros com os piores índices foram North Park (19,20%), Moreninha (21,40%), Carandá Bosque (23,70%), Tiradentes (23,90%) e Maria Aparecida Pedrossian (24,60%).

As melhores taxas ficaram com os bairros Nova Campo Grande (60%), Chácara do Lageado (57,70%), Vila Nascente (56,60%), Jardim Monumento (55%) e Itanhangá (54,50%).