ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

PF faz operação contra vazamento de informações para a Máfia dos Cigarros

A apuração inicial mostrou que quadrilha alvo da Operação Homônimo, que teve prisão em MS, conseguiu informações sigilosas

Por Anahi Zurutuza | 29/04/2019 10:38
PF de Sorocaba, que coordenou operação com alvos em MS e agora investiga o vazamento de informações (Foto: Arquivo)
PF de Sorocaba, que coordenou operação com alvos em MS e agora investiga o vazamento de informações (Foto: Arquivo)

A Polícia Federal e a Receita Federal estão nas ruas de Sorocaba (SP), na manhã desta segunda-feira (29), para cumprir 2 mandados de prisão e 5 de busca e apreensão em ação que investiga o vazamento de informações para a Máfia dos Cigarros. A apuração inicialmostrou que quadrilha alvo da Operação Homônimo teve acesso a informações sigilosas.

Deflagrada há um ano, no dia 17 de abril de 2018, a força-tarefa contra cigarreiros prendeu integrante da organização criminosa em Iguatemi - cidade a 466 km de Campo Grande.

Ednaldo Sebastião da Silva, apontado como chefe do bando especializado no contrabando de cigarros do Paraguai, foi preso em Sorocaba. Conhecido como Roberto, ele já havia sido alvo de outras operações pelo mesmo crime e atua há dez anos no interior de São Paulo, segundo a PF. A quadrilha, ainda segundo a investigação, faturava com a venda de mercadoria ilegal era de R$ 6 milhões por mês.

A Operação Homônimo cumpriu mandados em Sorocaba, Jundiaí (SP), Piracicaba (SP), Várzea Paulista (SP), Cesário Lange (SP), São Paulo (SP), Linhares (ES), Umuarama (PR), Naviraí (MS) e Iguatemi (MS).

A PF não divulgou quem são os alvos da ação de hoje, apenas que investiga os crimes de violação de sigilo funcional e descaminho.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário