ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Pico de dengue fica para trás e casos estão em queda em MS, analisa Ministério

Último boletim epidemiológico divulgado não registrou novas mortes no Estado

Por Cassia Modena | 09/05/2024 09:37
O Aedes aegypti. que transmite a dengue e também chikungunya e zika vírus (Foto: Divulgação/Portal do Governo Federal)
O Aedes aegypti. que transmite a dengue e também chikungunya e zika vírus (Foto: Divulgação/Portal do Governo Federal)

Em análise nacional sobre os casos de dengue divulgada na tarde de ontem (8), o Ministério da Saúde colocou Mato Grosso do Sul entre os estados que deixam o período de pico para trás e tendem a um cenário positivo de queda nas próximas semanas.

O mapeamento da pasta federal põe apenas Mato Grosso no radar de possível aumento. Já o cenário no Ceará, Maranhão, Pará e Tocantins tende à estabilidade na quantidade de casos.

Os outros 21 estados têm a mesma perspectiva de recuo na quantidade de casos que Mato Grosso do Sul tem.

Pico - Ainda segundo o Ministério, relatório mostra que 24 das 27 unidades da federação passaram pelo pico, mas isso não significa que o Brasil não continua enfrentando epidemia da doença.

Comitê de Operações Emergenciais do Ministério da Saúde falou sobre o cenário nacional ontem (Foto: Divulgação/Ministério da Saúde)
Comitê de Operações Emergenciais do Ministério da Saúde falou sobre o cenário nacional ontem (Foto: Divulgação/Ministério da Saúde)

“É difícil, no entanto, fazer uma análise do Brasil como um todo porque cada estado tem uma dinâmica diferente. Passado o pico, não quer dizer que epidemias nos estados afetados já passaram, porque ainda há casos sendo registrados”, explicou o diretor do Departamento de Articulação Estratégica de Vigilância em Saúde, Guilherme Werneck.

Boletim estadual - O último boletim epidemiológico de Mato Grosso do Sul foi divulgado também ontem, pela Secretaria Estadual de Saúde.

Ele não trouxe informações sobre novas mortes por dengue. O número oficial de óbitos segue em 18. Outros 11 estão em investigação.

A incidência de casos suspeitos a cada 100 mil habitantes está alta em 48 cidades sul-mato-grossenses, entretanto. A região de fronteira segue como a mais crítica.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.


Nos siga no Google Notícias