A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

28/05/2019 07:27

Polícia Federal faz buscas em 21 locais contra fraude no transporte escolar

Além dos mandados de busca e apreensão, 13 investigados intimados a depor

Anahi Zurutuza
Viatura da PF em frente a um dos locais onde mandado de busca está sendo cumprido; escritório de contabilidade fica na rua Rua Dr. Munir Thomé, no centro de Três Lagoas (Foto: PF/Divulgação)Viatura da PF em frente a um dos locais onde mandado de busca está sendo cumprido; escritório de contabilidade fica na rua Rua Dr. Munir Thomé, no centro de Três Lagoas (Foto: PF/Divulgação)

A PF (Polícia Federal), em atuação conjunta com a CGU (Controladoria Geral da União), está nas ruas de cinco cidades de Mato Grosso do Sul e São Paulo em operação contra fraudes em licitações para a contratação do transporte escolar em Três Lagoas.

São ao todo 21 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos em Campo Grande, Naviraí e Três Lagoas, além das cidades de Luiz Antônio e Americana, no interior de São Paulo. Também 13 investigados foram intimados a prestarem esclarecimentos nas delegacias da PF dos cinco municípios.

Durante o cumprimento de alguns dos mandados foram apreendidos dinheiro em espécie e munições.

 

Dinheiro apreendido (Foto: PF/Divulgação)Dinheiro apreendido (Foto: PF/Divulgação)
Munições encontrados (Foto: PF/Divulgação)Munições encontrados (Foto: PF/Divulgação)

As investigações apontam fraude em três procedimentos licitatórios e contratações com recursos federais do Pnate (Programa Nacional de Transporte Escolar).

A Operação Atalhos identificou servidores e empresários envolvidos no esquema para direcionar as licitações para que determinadas empresas vencessem.

Os contratos, que somam R$ 12 milhões são para a prestação de serviços de 2015 a 2017. Segundo a Polícia Federal, a apuração também chegou à soma de R$ 1,6 milhão em superfaturamento.

A força-tarefa recebeu o nome de “Atalhos” em alusão a um caminho mais curto, porém ilegal, conquistado pelos participantes do esquema para fechar os contratos superfaturados.

Mais detalhes a PF dará em entrevista coletiva, às 10h, na Capital.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions