A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

09/12/2011 16:08

Ação com polícias de 3 países fecha fronteira de Mundo Novo a Corumbá

Nadyenka Castro

Operação Fronteira Unida começou nesta sexta-feira e tem por objetivo coibir o tráfico de drogas e contrabando através de barreiras fixas em rodovias, estradas vicinais e ações nos centros urbanos

Operação com policiais do Brasil, Paraguai e Bolívia iniciou nesta sexta-feira a Operação Fronteira Unida, que tem por objetivo coibir crimes fronteiriços.

A ação ‘fecha’ a fronteira de Mundo Novo a Corumbá e visa coibir o tráfico de drogas e contrabando através de barreiras fixas em rodovias, estradas vicinais e ações nos centros urbanos.

A operação é desenvolvida pelo GGI-Fron (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), e conta com a participação das polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal, Departamento de Operações de Fronteira, Força Nacional, Exército, Marinha, polícia nacional do Paraguai e órgãos policiais da Bolívia.

4,5 milhões - Para fortalecer ações de segurança nas fronteiras, Mato Grosso do Sul assinou nessa quinta-feira adesão ao projeto Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras, o Enafron. Com isso, deverá receber R$ 4,5 milhões.

“São recursos que vamos aplicar em três áreas: a inteligência policial, a perícia e o Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira – o GGI-F. Trata-se de uma estratégia formulada pela Presidência da República, através do Ministério da Justiça e Ministério da Defesa, para os 11 estados da fronteira. Como consequência dessa estratégia, duas grandes operações já estão sendo realizadas: a Sentinela e a Ágata”, afirmou o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.

Enafron- Os convênios iniciais do projeto Enafron destinarão R$ 35 milhões para fortalecer as ações de segurança nos Estados brasileiros localizados na divisa com outros países.

Estão em andamento duas operaçõe: a Sentinela, a cargo do Ministério da Justiça, envolve a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional e as secretarias estaduais da área.

Já a Operação Ágata tem à frente as Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) e também a participação da Sejusp.

Mais de cem empresas são notificadas por não cumprirem lei de aprendizagem
Mais de cem empresas foram notificadas por não cumprem a Lei de Aprendizagem em Mato Grosso do Sul. Segundo a Superintendência Regional do Trabalho, ...
Universidades terão incentivo de R$ 10 milhões a projetos de combate a obesidade
Chamada pública do Ministério da Saúde incentiva universidades públicas e privadas a desenvolver projetos com ações de prevenção, diagnóstico e trata...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions