A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/12/2011 20:03

André anuncia para fevereiro PCC da Iagro e inquérito contra servidores

Marta Ferreira e Fabiano Arruda
Deputados distensionaram encontro do governador André Puccinelli com representantes dos servidores da Iagro. (foto: Edemir Rodrigues)Deputados distensionaram encontro do governador André Puccinelli com representantes dos servidores da Iagro. (foto: Edemir Rodrigues)

Trégua entre o Governo do Estado e servidores da Iagro (Agência de Vigilância Sanitária Animal) foi anunciada esta tarde, após reunião no gabinete do governador André Puccinelli (PMDB), com a presença de seis deputados estaduais, representantes de 11 escritórios da agência, e a cúpula da segurança pública. Pelo acordo, a operação padrão mantida pelos funcionários se encerra e o compromisso, do outro lado, é que seja aprovada, logo na volta do recesso parlamentar, uma lei traçando um novo Plano de Cargos e Carreiras para a Iagro.

Além dessa trégua, também foi informado que dois servidores, ambos ligados ao sindicato dos servidores da Iagro, devem ser indiciados como responsáveis pelo rompimento de um cabo de fibra ótica, o que prejudicou a emissão de Guias de Transito de Animal pela agência. Outros servidores também estão sendo investigados por causa da suspeita de uma ameaça de “reimplantar” a febre aftosa no Estado.

Por causa dessas investigações estavam no encontro o diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas, o comandante da Polícia Militar , coronel Carlos Alberto David, e o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.

Razanauskas disse que o inquérito relativo ao rompimento do cabo de fibra ótica já está para ser concluído. São indiciados, segundo informado, os servidores Glaucy da Conceição Ortiz, presidente do sindicato, e Luciano Chiochetta, secretário-geral.

O problema-A Iagro enfrenta desde novembro operação-padrão dos servidores, que querem a aprovação de um PCC (Planos de Cargos e Carreiras), para corrigir distorções. Elas fazem com que haja um servidor ganhando R$ 42 mil, enquanto os médicos veterinários recebem R$ 2,4 mil, como comentou hoje o governador André Puccinelli (PMDB), após o encontro.

Diante desse quadro, Puccinelli disse que há a intenção do governo de corrigir as distorções. Ainda assim, questionou o movimento sindical, liderado por 6 funcionários, segundo ele, ao afirmar que qualquer mudança nas regras salariais só vigoraria mesmo a partir de maio.

Presente à reunião, o presidente da Assembléia Legislativa, Jerson Domingos, disse que foi firmado o compromisso de que o projeto com o PCC seja aprovado em regime de urgência, assim que ano legislativo de 2012 começar. Além de Jerson, estavam os deputados Márcio Monteiro (PSDB), Diogo Tita, Zé Teixeira (DEM), Márcio Fernandes (PTdoB), Junior Mochi (PMDB).

A elaboração será feita com a contribuição dos 11 escritórios da Iagro, informou o governador.



86% dos assentados não pagam suas dividas devido a falta de assistencia técnica. essa noticia foi vinculada no ultimo correio rural do jornal. Um dos motivos disto tudo é falta de participação dos orgãos publicos que só ficam enrolando nos escritorios.
 
Carlos Rodrigues da Silva em 14/12/2011 10:53:05
E a Agraer vai ficando para traz!!!!
 
Emerson Machado em 13/12/2011 10:28:41
AGORA ME DIGAM. NAO ERA BEM MAIS SIMPLES TER FEITO ESSA REUNIAO NO COMEÇO. PRECISAVA TODO ESSE TRANSTORNO COM OS PECUARISTAS, COM OS PROPRIOS SERVIDORES E INQUERITOS POLICIAIS?? VAMOS VER SE AS PROMESSAS SERÃO CUMPRIDAS. ESPERAMOS E TORCEMOS PARA O MELHOR E O BEM ESTAR DA NOSSA CADEIA PRODUTIVA.
 
FERNADO TOLEDO em 13/12/2011 10:06:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions