A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/09/2015 16:30

Após motorista gastar com novo modelo, extintor passa a ser opcional

Edivaldo Bitencourt e Alan Diógenes
Novos modelos de extintor seriam obrigatórios a partir de 1º de outubro (Foto: Fernando Antunes)Novos modelos de extintor seriam obrigatórios a partir de 1º de outubro (Foto: Fernando Antunes)

Após obrigar a população a correr contra o tempo e desembolsar valores altos para adquirir os extintores ABC, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) surpreendeu e decidiu, em reunião nesta quinta-feira (17), emitir uma nova resolução. A partir de agora, o extintor não é obrigatório em automóveis, utilitários, caminhonetes e triciclos de cabine fechada.

O uso do extintor era obrigatório em automóveis há 45 anos, desde 1970. Segundo a assessoria do Ministério das Cidades, o equipamento só continua obrigatório para os veículos utilizados comercialmente para o transporte de passageiros, caminhões, caminhão-trator, micro-ônibus, ônibus e destinados ao transporte de produtos inflamáveis, líquidos e gasosos.

A decisão, tomada na véspera de vencer o novo prazo para o motorista substituir o extintor AB pelo novo modelo, ABC, revoltou os motoristas. “É uma p. sacanagem”, reagiu o empresário José Vargas, 59 anos, que chegou a pagar R$ 160 em um extintor ABC para se adequar à exigência do Contran. “É uma falta de respeito com a população”, ressaltou.

Leila Martins acha que extintor é importante e pode salvar vidas (Foto: Fernando Antunes)Leila Martins acha que extintor é importante e pode salvar vidas (Foto: Fernando Antunes)

O funcionário público Hélio Rocha, 56, lembrou-se do “mico” ocorrido com o kit de primeiros socorros, que chegou a ser obrigatório. No entanto, após a polícia intensificar a fiscalização e muita gente adquirir, a medida foi revogada. “Inventam lei só para arrancar dinheiro do povo”, lamentou-se.

O presidente do Contran e diretor do Departamento Nacional de Trânsito, Alberto Angerani, tentou justificar a mudança do órgão. “Tivemos encontros com representantes dos fabricantes de extintores, Corpo de Bombeiros e da indústria automobilística, que resultaram na decisão de tornar opcional o uso do extintor”, afirmou. O grupo discutia a prorrogação da data para a obrigatoriedade do extintor ABC. Inicialmente, o novo modelo seria cobrado a partir de 1º de outubro.

A mudança foi aprovada por unanimidade pelo Contran e entra em vigor com a publicação da resolução no Diário Oficial da União, que pode ocorrer amanhã ou segunda-feira.

Para a empresária Leila Martins, 57, a venda do estabelecimento na Vila Rica, na Capital, não deve cair com a nova medida. No entanto, ela avalia que os motoristas devem continuar adquirindo o extintor, porque podem se precaver de incidentes. Ela contou o caso de um motorista que usou o extintor e evitou a perda total do carro, tendo um prejuízo de R$ 600.

A Associação Brasileira de Engenharia Automotiva informou ao Contran que dos 2 milhões de sinistros em veículos cobertos por seguros, só 800 tiveram o incêndio como causa. Segundo o levantamento, só 24 informaram o uso de extintor. No entanto, o levantamento não inclui veículos antigos, que sofrem mais sinistros e não são cobertos por seguro.

O Contran avaliou também a informação da indústria, de que só poderia atender a demanda nacional por extintor ABC em três a quatro anos. Segundo Alberto Angerani, elas usam esta justificativa há 11 anos.

Empresas fazem promoção de extintor antes de saber de nova medida (Foto: Marcos Ermínio)Empresas fazem promoção de extintor antes de saber de nova medida (Foto: Marcos Ermínio)


Ainda bem que não comprei. Vi conhecidos e amigos se adiantando e adquirindo o equipamento, mas eu preferi esperar, e estava certo. Vale lembrar do caso dos kits de primeiros socorros, que também foram exigidos durante 3 meses em 1999. Depois que muitos compraram, deixaram de ser obrigatórios. Isso é zoar com a cara do povo.
 
Dean_Winchester em 18/09/2015 09:32:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions