A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Junho de 2018

20/04/2009 09:00

Briga por futebol acaba em duas mortes

Redação

Após anos de amizade e convivência, a discussão por causa de futebol acabou em uma briga generalizada e com dois dos torcedores mortos na Vila Margarida, na região do Sóter, no início da noite desse domingo. Familiares e moradores afirmam que todos os envolvidos no crime moram perto e cresceram juntos.

Eva Messias da Costa, mãe de Juari Messias da Costa, 21 anos, morto com uma facada no peito, conta que todos os envolvidos moram perto e uma parte deles assistia junto à partida entre Corinthians e São Paulo, pela televisão. Segundo ela, o filhos e os amigos dele estavam vestidos com a camiseta do time tricolor.

Após o jogo, eles permaneceram reunidos e então os autores passaram pelo local e houve a provocação. Eva diz que só ficou sabendo que os autores estavam com uma bandeira do Corinthians e Juari e os amigos mandaram eles joga-la fora. "Eles falaram para jogar fora a bandeira porque era podre".

De acordo com Eva, Juari foi atingido no peito e correu para dentro de casa, mas chegou morto. "Meu marido ainda tentou reanima-lo". Ele era pedreiro e trabalhava com o pai em uma obra em frente à Santa Casa. Eva diz que o filho era pacífico e morreu porque, provavelmente, tentava separar a briga. "A gente cria com tanta educação o filho para morrer assim", diz.

A irmã dele, Jocely Messias da Costa, 24 anos, pede Justiça para o caso. "Ele morreu em um ato de covardia. Espero que ele [o autor] cumpra pena, e não apenas preso para ser libertado depois".

Já a outra vítima, Valdinei Souza Santos, de 20 anos, não estava com os amigos quando a briga começou. Conforme a tia dele, Gilda dos Santos, o rapaz estava em casa, que fica na rua de trás de onde aconteceu o crime, e foi para o local ao saber da briga.

Gilda diz que Valdinei nunca se envolveu em briga e havia saído recentemente do Exército. Segundo um vizinho de Valdinei, ele passou parte da tarde cantando com amigos, que costumavam freqüentar a casa dele. A tia diz que a mãe do jovem está em estado de choque, à base de calmantes.

Briga e morte - De acordo com a (Polícia Militar), a briga entre os torcedores começou quando Luís de Souza, 28 anos, o "Pato", afogou a motocicleta que conduzia em frente a residência onde os são-paulinos tinham assistido à partida.

O morador da casa, fez uma brincadeira que não agradou "Pato". "Vai afogar a moto em frente à casa de um são-paulino", disse o jovem, que foi agredido por "Pato", com o capacete que usava.

Após a agressão, foi embora, mas em seguida retornou ao local acompanhado de Cristiano Mendes Rodrigues, de 18 anos, conhecido como Vá, e teve início a briga envolvendo todos.

O morador da casa contou à Polícia que foi agredido por várias pessoas e disse ter visto "Pato" correr atrás do Juari com uma faca. O corpo dele foi encontrado na Rua Príncipe de Gales.

Ele afirmou ainda ter ouvido os disparos que matou Valdinei. "Pato" foi preso logo depois. A faca usada por ele foi encontrada escondida em um bueiro. Cristiano não foi localizado.

Poucos minutos antes, São Paulo e Corinthians se enfrentaram no Estádio Morumbi, na capital paulista. O Corinthians venceu por 2 a 0 e vai disputar a final do Campeonato Paulista.

Apostadores de quatro estados são os mais novos milionários do país
Apostadores de quatro estados acertaram os seis números da sorte da Mega-Sena e são os mais novos milionários do Brasil. Os sortudos são de Salvador ...
MPE realiza processo seletivo para estagiários em 37 cidades neste domingo
O MPE (Ministério Público Estadual) aplica neste domingo (24) as provas do processo seletivo para estagiário em 37 cidades do Estado. As avaliações c...
Uems recebe inscrição para teste de proficiência em três idiomas até quarta
Segue até a próxima quarta-feira (dia 27) o período de inscrição para o exame de proficiência de leitura em inglês, francês e espanhol. O interessado...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions