A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/04/2009 09:00

Briga por futebol acaba em duas mortes

Redação

Após anos de amizade e convivência, a discussão por causa de futebol acabou em uma briga generalizada e com dois dos torcedores mortos na Vila Margarida, na região do Sóter, no início da noite desse domingo. Familiares e moradores afirmam que todos os envolvidos no crime moram perto e cresceram juntos.

Eva Messias da Costa, mãe de Juari Messias da Costa, 21 anos, morto com uma facada no peito, conta que todos os envolvidos moram perto e uma parte deles assistia junto à partida entre Corinthians e São Paulo, pela televisão. Segundo ela, o filhos e os amigos dele estavam vestidos com a camiseta do time tricolor.

Após o jogo, eles permaneceram reunidos e então os autores passaram pelo local e houve a provocação. Eva diz que só ficou sabendo que os autores estavam com uma bandeira do Corinthians e Juari e os amigos mandaram eles joga-la fora. "Eles falaram para jogar fora a bandeira porque era podre".

De acordo com Eva, Juari foi atingido no peito e correu para dentro de casa, mas chegou morto. "Meu marido ainda tentou reanima-lo". Ele era pedreiro e trabalhava com o pai em uma obra em frente à Santa Casa. Eva diz que o filho era pacífico e morreu porque, provavelmente, tentava separar a briga. "A gente cria com tanta educação o filho para morrer assim", diz.

A irmã dele, Jocely Messias da Costa, 24 anos, pede Justiça para o caso. "Ele morreu em um ato de covardia. Espero que ele [o autor] cumpra pena, e não apenas preso para ser libertado depois".

Já a outra vítima, Valdinei Souza Santos, de 20 anos, não estava com os amigos quando a briga começou. Conforme a tia dele, Gilda dos Santos, o rapaz estava em casa, que fica na rua de trás de onde aconteceu o crime, e foi para o local ao saber da briga.

Gilda diz que Valdinei nunca se envolveu em briga e havia saído recentemente do Exército. Segundo um vizinho de Valdinei, ele passou parte da tarde cantando com amigos, que costumavam freqüentar a casa dele. A tia diz que a mãe do jovem está em estado de choque, à base de calmantes.

Briga e morte - De acordo com a (Polícia Militar), a briga entre os torcedores começou quando Luís de Souza, 28 anos, o "Pato", afogou a motocicleta que conduzia em frente a residência onde os são-paulinos tinham assistido à partida.

O morador da casa, fez uma brincadeira que não agradou "Pato". "Vai afogar a moto em frente à casa de um são-paulino", disse o jovem, que foi agredido por "Pato", com o capacete que usava.

Após a agressão, foi embora, mas em seguida retornou ao local acompanhado de Cristiano Mendes Rodrigues, de 18 anos, conhecido como Vá, e teve início a briga envolvendo todos.

O morador da casa contou à Polícia que foi agredido por várias pessoas e disse ter visto "Pato" correr atrás do Juari com uma faca. O corpo dele foi encontrado na Rua Príncipe de Gales.

Ele afirmou ainda ter ouvido os disparos que matou Valdinei. "Pato" foi preso logo depois. A faca usada por ele foi encontrada escondida em um bueiro. Cristiano não foi localizado.

Poucos minutos antes, São Paulo e Corinthians se enfrentaram no Estádio Morumbi, na capital paulista. O Corinthians venceu por 2 a 0 e vai disputar a final do Campeonato Paulista.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions