A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

24/09/2018 15:02

"Arrependido", assassino de namorada é condenado a 14 de prisão

Além disso, a Justiça determinou que o assassino pague indenização de R$ 6 mil para a mãe da vítima

Guilherme Henri e Geisy Garnes
(Foto: Henrique Kawaminami)(Foto: Henrique Kawaminami)

O Tribunal do Júri condenou nesta segunda-feira (24) Bruno Mendes de Oliveira, 29 anos, a 14 anos de prisão em regime fechado por matar a facadas a namorada Katiuce Arguelho dos Santos, 31 anos, em janeiro deste ano. Além disso, a Justiça determinou que o assassino pague indenização de R$ 6 mil para a mãe da vítima.

Durante júri, o assassino confessou o crime dando detalhes ao júri. Segundo ele, no dia do crime, 22 de janeiro, ele afirma ter ligado diversas vezes para a vítima, pedindo que ela fosse até a casa dele, no bairro Jardim São Conrado.

Quando ela chegou na residência, ele distraiu um dos filhos da namorada com um celular e disse para a criança ir brincar na casa da avó.

Depois de “pressioná-la”, Katiuce disse que estava com o ex-marido. “Ela nunca falou que não queria ficar comigo, discutimos porque ela demorou para chegar e não atendia. Fiquei fora de mim quando ela contou sobre o ex, perdi a razão, quando dei por mim ela já estava no chão e entrei em desespero”, afirmou.

Ao Júri, ele disse ter utilizado um facão para assassinar a namorada e desferiu mais de 18 golpes, no pescoço, nos seios e nos braços. Bruno fugiu sem prestar socorro à vítima e ficou escondido por seis dias.

Perante o Júri o assassino chegou a dizer “estar arrependido” e que “espera que a Justiça seja feita”.

Bruno Mendes e Katiúsce (Foto: Reprodução/Facebook)Bruno Mendes e Katiúsce (Foto: Reprodução/Facebook)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions