A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/04/2014 15:16

Com reforço da PRF, movimento aumenta em delegacia e família espera solução

Aliny Mary Dias e Filipe Prado
PRF reforça buscas de empresário desaparecido (Foto: Pedro Peralta)PRF reforça buscas de empresário desaparecido (Foto: Pedro Peralta)

Três viaturas da PRF (Polícia Rodoviária Federal) com um total de sete policiais chegaram há pouco na Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) e aumentaram a apreensão de parentes e amigos do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, de 32 anos, desaparecido há quatro dias.

A movimentação e o entra e sai é intenso na delegacia que concentra a investigação sobre o sumiço do empresário. Mais cedo, uma viatura descaracterizada da delegacia saiu em diligências e retornou à Defurv com duas pessoas.

Um dos amigos da família de Erlon, membro da Congreção Cristã do Brasil, igreja frequentada pelo empresário, e militar informou para parentes da vítima que a polícia possui pistas consideradas “fortes” sobre o caso e que novidades devem surgir até o fim do dia.

Apesar de toda a tensão e expectativa sobre o caso, a delegada responsável pelas investigações, Maria de Lourdes Cano, e investigadores da especializada não falam com a imprensa sobre novidade do caso.

Corrente – A família segue arrasada pela falta de pistas. “Está difícil, não tem nada de concreto, só especulação”, afirmou o pai do empresário, Lino Bernal, 57 anos. Sobre os dois homens detidos anteontem e a prisão de outro ontem, ele disse que “suspeitos têm de monte”.

“Estou esperando o melhor”, contou. Ele disse que vem orando pela delegada Maria de Lourdes, para que consiga encontrar o filho. A corrente de oração acontece em vários locais, como a casa de Erlon e dos pais.

Além de orar, amigos participam das buscas desesperadas pelas Capital em busca de pistas do empresário. Cerca de 100 veículos de amigos e familiares rondam pelo município em busca de um sinal do empresário.

Investigações - A delegada Maria de Lourdes segue ouvindo testemunhas para tentar desvendar o crime. Equipes passaram toda a manhã na rua em busca de informações e pistas.

Segundo um policial, ela continua ouvindo depoimentos de pessoas que podem estar envolvidas no desaparecimento de Erlon. Policiais do interior também foram orientados a buscar o veículo. A delegada suspeita que o carro pode estar circulando com placas fria.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions