ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 25º

Capital

"Comerciantes do tráfico" tinham disque entrega de cocaína para clientes

O casal tinha uma conveniência na Avenida Bom Pastor em Campo Grande onde organizavam um esquema delivery de drogas para clientes de classe média, segundo a polícia

Por Adriano Fernandes | 31/01/2017 17:34
Eliane e Gustavo forma presos durante uma entrega na Avenida Ceará. (Foto: Divulgação Polícia Civil)
Eliane e Gustavo forma presos durante uma entrega na Avenida Ceará. (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Responsáveis por um esquema “delivery” de cocaína para clientes de classe média da Capital, um casal de comerciantes foi preso em flagrante na tarde desta segunda-feira (30), por agentes da Denar (Delegacia de Combate ao Narcotráfico).

A fisioterapeuta Eliane Aparecida Benitez Garcia, de 38 anos, e o marido, Gustavo Roman, de 29 anos, eram donos de uma conveniência na Avenida Bom Pastor, em Campo Grande. Além da droga o polícias encontraram com a dupla quase R$ 20 mil em dinheiro.

A abordagem ocorreu na tarde de ontem (30), durante uma entrega do casal a um usuário na Avenida Ceará, próximo ao cruzamento com a Joaquim Murtinho, na Vila Antônio Vendas em Campo Grande.

“Já monitorávamos eles desde que recebemos denuncia anônima na delegacia. Suspeitamos da movimentação e abordamos o usuário que admitiu ter conseguido a droga com o casal”, comenta o delegado João Paulo Sartori, responsável pelo caso.

Após a confirmação os dois foram parados pelos agentes já na Avenida Eduardo Elias Zahran. Em um compartimento falso no painel do veículo Prisma em que seguiam, os policiais encontraram 16 papelotes de cocaína e aproximadamente R$ 8,093 mil em dinheiro.

No apartamento onde o casal morava, na Vila Olinda, os policiais ainda apreenderam cerca de 11 mil, além de mais porções de maconha e cocaína. Também foram encontrados pequenas quantidades de droga na conveniência da Bom Pastor e no outro imóvel do casal, na região do bairro Aero Rancho.

Segundo Sartori os clientes do casal eram de classe média e pediam a droga por telefone. Cada papelote era vendido por R$ 80,00 explica o delegado. Eles não tinham antecedentes criminais e vão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

A polícia encontrou meio tablete de pasta base com um dos lideres do tráfico no Jardim Panorama. (Foto: Divulgação Polícia Civil)
A polícia encontrou meio tablete de pasta base com um dos lideres do tráfico no Jardim Panorama. (Foto: Divulgação Polícia Civil)
As porções de cocaína eram distribuídos pelo casal em papelotes "especiais" segundo a polícia. (Foto: Divulgação Polícia Civil)
As porções de cocaína eram distribuídos pelo casal em papelotes "especiais" segundo a polícia. (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Prisões – Ainda na manhã de ontem (30) os agentes da Denar também prenderam Fabrício Alonso Delamo, de 26 anos, que seria uma das lideranças do tráfico de drogas na região do Jardim Panorama, na Capital.

Ele foi abordado com meio tablete de pasta base de cocaína em seu veículo Voyage, azul, pela rua Joaquim Machado no bairro José Abrão. Ele assumiu a polícia que revenderia a droga depois ter ido buscá-la com um traficante no bairro.

“Ele era um dos principais responsáveis pela distribuição de drogas por essas regiões”, conclui o delegado João Paulo Sartori. O rapaz também não tinha antecedentes criminais e vai responder por tráfico de drogas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário