ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Abertura de comércio no dia 6 não atinge igrejas, que seguem em cultos virtuais

Pastores e Arquidiocese continuam com a programação dos cultos on line, sem presença dos fiéis

Por Leonardo Rocha | 02/04/2020 09:51
Culto na Igreja Evangélica Comunidade Global (Foto: Divulgação - IECG)
Culto na Igreja Evangélica Comunidade Global (Foto: Divulgação - IECG)

A abertura das igrejas para cultos e missas desde a segunda-feira (31) não mudou ainda a rotina dos templos, que em sua maioria continua com os celebrações e mensagens virtuais, sem a presença dos fiéis. Esta é a posição dos líderes religiosos para a próxima semana, em Campo Grande.

O vice-presidente do conselho de pastores, o apóstolo Edmilson Oliveira, afirmou que a princípio não houve nenhuma mudança na decisão dos pastores, que estão preferindo realizar seus cultos on line, em contato virtual com os fiéis, para levar as mensagens cristãs neste momento de pandemia.

“Na minha igreja (Igreja Evangélica Comunidade Global) continua os cultos virtuais, tanto que ontem (01) realizei neste modelo e teve boa participação. Entre os pastores também não vejo movimentação para o retorno dos cultos presenciais”, afirmou ele ao Campo Grande News.

O apóstolo ainda explicou que na sua igreja, não vê sentido em fazer um culto para apenas 20 ou 30 pessoas, devido as restrições que foram impostas para realizar a celebração. “Melhor optar pelo modelo virtual neste momento, foi minha decisão”.

Missas – Na Arquidiocese de Campo Grande também se manteve a decisão de não realizar as missas presenciais, como forma de proteção aos devotos na prevenção contra o coronavírus. O arcebispo da Capital, Dom Dimas Lara Barbosa, inclusive já divulgou o calendário dos atos e celebrações até a Semana Santa.

No próximo domingo (05), a missa de “Ramos” será celebrada às 9h da manhã pelo arcebispo e só as pessoas necessárias para os atos, sem a presença do público, que poderá acompanhar todo o ato pela TV Imaculada ou facebook da Arquidiocese de Campo Grande.

Já a missa da “Santa Ceia” na quinta-feira (09) será transmitida às 19h, a Celebração da “Paixão de Cristo” na sexta (10) está prevista para as 15h e a missa da “Ressureição” no domingo (12), está marcada para as 9h. Todas elas sem presença do público.

Restrições – Após os cultos e missas serem considerados serviços essenciais, o decreto do prefeito Marquinhos Trad (PSD) impôs restrições para as celebrações. Entre elas dois cultos e missas por dia, higienização do espaço antes e depois do uso, uma pessoas para cada dez metros quadrados, com distância entre elas de 1 metro e meio, assim como dispor de água e sabão e álcool em gel para os fiéis. Veja:

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade