A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Janeiro de 2019

29/10/2015 17:40

Adolescente de 16 anos desaparece ao voltar para distrito após Enem

Ricardo Campos Jr.
Roberta tem 16 anos, está desaparecida e foi vista pela última vez na região do Terminal Guaicurus (Foto: arquivo pessoal)Roberta tem 16 anos, está desaparecida e foi vista pela última vez na região do Terminal Guaicurus (Foto: arquivo pessoal)

A adolescente Roberta Delgado, 16 anos, está desaparecida desde segunda-feira (26) em Campo Grande. Ela vive com o pai em Anhanduí e frequentemente viaja à Capital para ficar com a mãe Helena Delgado. Neste fim de semana ela estava na cidade para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e foi vista pela última vez esperando o ônibus para voltar ao distrito.

“Como sempre faço, deixei ela no ponto enquanto o pai a esperava em Anhanduí, pois ele mora em uma fazenda lá perto, mas ela não chegou ao destino”, explica Helena, que trabalha como enfermeira na Santa Casa.

A família registrou um boletim de ocorrência na terça-feira comunicando o sumiço e divulgaram o caso pelas redes sociais. Depois disso, várias pessoas entraram em contato com a família dizendo ter visto Roberta com uma mulher de 26 anos nas imediações do Terminal Guaicurus.

Helena conta que se trata de uma amiga que a filha conheceu pela internet e já havia se encontrado em diversas ocasiões quando estava em Campo Grande. A enfermeira disse ter ido à casa dessa moça, mas os parentes relataram que ela também sumiu.

“Elas fizeram amizade há uns sete meses, mas a gente monitora. Não somos de deixar os filhos soltos”, diz a mãe.

Roberta, segundo ela, não tinha o perfil e sequer apresentava sinais de rebeldia que pudessem justificar uma fuga. A adolescente é conhecida por ser estudiosa, tanto que aos 16 anos já está no terceiro ano do ensino médio, é musicista e já conquistou uma bolsa de estudos para uma faculdade particular em Santa Maria (RS).

“Ela se destaca bastante. Desde pequena é muito estudiosa. Ela é aluna adiantada”, conta Helena.

A Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) está investigando o caso, segundo a enfermeira. Quem tiver qualquer pista que ajude a identificar o paradeiro de Roberta pode entrar em contato com o pai dela pelo telefone 9170-6962.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions