A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

27/08/2019 08:00

Agência do INSS continua fechada após furto de cabos de energia

Ao menos 15 pessoas que passariam por perícia nesta manhã tiveram que voltar para a casa sem atendimento

Viviane Oliveira e Clayton Neves
Muita gente deu com a cara na porta e teve que voltar para a casa sem atendimento (Foto: Henrique Kawaminami)Muita gente deu com a cara na porta e teve que voltar para a casa sem atendimento (Foto: Henrique Kawaminami)

Mais um dia a agência do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) da Rua Anhanduí, no Centro de Campo Grande, amanheceu fechada por falta de energia. O prédio teve a fiação do padrão de energia furtado no fim de semana. Ao menos 15 pessoas que passariam por perícia nesta manhã tiveram que voltar para a casa. A mesma coisa aconteceu ontem (26)

Segundo o segurança da agência, a Energisa - concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica - foi acionada ontem mesmo para fazer os reparos, mas informou que não tinha os mesmos cabos para substituir os que foram furtados. A concessionária iria fazer o pedido e aguardar a chegada do material para na sequência fazer a reinstalação.

As pessoas que tinham perícia agendada para esta manhã foram orientadas a voltar amanhã ou ligar para saber se a energia já foi restabelecida. A auxiliar de confeiteiro Solange Ribeiro dos Santos, 37 anos, e o marido reclamaram da situação. O casal que mora em Aparecida do Taboado, distante 481 quilômetros da Capital, saiu de casa ontem à noite, dormiu na estrada para chegar a tempo de fazer a perícia agendada para as 7h.

Solange que acompanhava o marido veio de Aparecida do Taboado e reclamou da situação (Foto: Henrique Kawaminami)Solange que acompanhava o marido veio de Aparecida do Taboado e reclamou da situação (Foto: Henrique Kawaminami)

Segundo Solange, o marido sofreu acidente de trabalho e está com problema em um dos olhos. A pericia precisa ser feita para dar entrada no auxílio doença. “A gente não tem onde ficar. Vamos ter que retornar para a casa sem o exame e reagendar novamente. Essa é a única alternativa. Eles tinham que avisar pelo menos quem mora distante e precisa pegar a estrada para chegar aqui”, lamentou.

Moradora no Nova Lima, Gislaine dos Reis, também não sabia de nada e encontrou a agência fechada. “É um desrespeito. A gente paga a previdência e quando precisa do serviço não tem o mínimo de respeito. Vou ter que reagendar, mas o processo é demorado. Nessa brincadeira vai mais uns dez dias para conseguir atendimento. Fazer o quê? A gente é assalariada e depende do serviço”, reclamou. 

Conforme a assessoria de imprensa do órgão, cerca de 100 pessoas terão os horários remarcados. A reportagem entrou em contato com a Energisa, que esclareceu que "equipes da concessionária estiveram ontem no local por volta das 12h30 e constataram que a fiação interna do cliente foi furtada". A concessionária ainda informou que "neste caso, bem como qualquer defeito interno nas instalações elétricas, a responsabilidade é do cliente".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions