ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Ao cobrar caminhonete, dono de veículo leva tiro no pé dentro de seguradora

Confusão aconteceu na tarde desta segunda-feira; segundo a vítima, dono da empresa foi o autor do disparo

Por Liniker Ribeiro e Geniffer Rafaela | 02/08/2021 14:36
Vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e curativo foi feito na rua. (Foto: Kísie Ainoã)
Vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e curativo foi feito na rua. (Foto: Kísie Ainoã)

Discussão entre cliente e representante de empresa de proteção veicular da Capital terminou com homem, de 37 anos, baleado, na tarde desta segunda-feira (2), na Avenida Eduardo Elias Zahran. Mesmo após levar tiro no pé, a vítima, que contratou os serviços do estabelecimento há seis meses, conseguiu dirigir por cerca de 5 quilômetros até delegacia, na região do Lago do Amor, onde pediu ajuda.

À reportagem, Aparecido Mota contou morar em Fátima do Sul, cidade a 246 quilômetros da Capital, mas que há dois meses, aguarda a conclusão de serviços por parte da empresa de Campo Grande, após ter a caminhonete danificada em acidente de trânsito. Hoje, ao cobrar a empresa, o proprietário do veículo acabou discutindo com o autor do tiro.

“Paguei R$ 8,7 mil da franquia e queriam que eu pagasse também o valor da mensalidade do seguro destes dois meses da caminhonete parada. Eu me recusei e não liberaram a caminhonete. Falei que não ia sair da sala enquanto não resolvesse tudo, foi onde o rapaz, que se apresentou como dono, tirou uma pistola e atirou no meu pé”, contou.

Ferido, o homem dirigiu até a Defurv (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos de Veículos), porém, encontrou a delegacia fechada para almoço. “Liguei para meu advogado, que me orientou a ligar para a PM (Polícia Militar)”, explica Aparecido. “Eles chegaram e acionaram o Corpo de Bombeiros”.

O tiro atravessou o pé da vítima, que recebeu atendimento ainda no local. Ele foi orientado a procurar unidade de saúde e, após exames, procurar delegacia da área para registrar o caso. A Polícia Militar esteve no local.


Meia usada por vítima de tiro com sangue na parte da frente. (Foto: Vinícius Santana)
Meia usada por vítima de tiro com sangue na parte da frente. (Foto: Vinícius Santana)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário