A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/02/2013 08:37

Após colar grau, aluna tenta esfaquear diretora em universidade

Paula Maciulevicius

Uma estudante tentou esfaquear a diretora do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, unidade II, no campus da avenida Guaicurus, na noite desta quarta-feira em Campo Grande. A jovem colou grau ontem e depois de receber o diploma, chamou a professora para conversar em particular.

Na sala da diretoria, a aluna pediu o endereço de um professor para a mulher, que se negou a passar. Neste momento a estudante partiu para cima da diretora com uma faca.

Ela só não feriu a professora porque a secretaria conseguiu evitar. O marido da vítima também estava junto e conseguiu segurar e tirar a faca da mão da jovem.

Para a Polícia ela disse que não tinha a intenção de ferir ninguém e que só queria chamar atenção porque sofreu bullying durante toda a faculdade e a diretoria não tomou nenhuma providência.

A estudante prestou depoimento na delegacia de Polícia Civil do bairro Piratininga, mas foi liberada. Ela apenas assinou um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), quando os crimes são de menor potencial, se comprometendo a comparecer em juízo. O caso foi registrado como ameaça e tentativa de lesão corporal.



Continuação: Dominada. Mas jamais concordarei que pessoas que caminhem para uma graduação sejam tratados como animais ou ajam como tais.
 
Maria Madalena Alves em 21/02/2013 17:27:35
A pedido do caro colega Alexandre S. Silva: A acadêmica foi domina e contida. Isso mostra mais uma vez que a nossa instituição prioriza o controle e não violência, pois as pessoas que ali estavam poderiam te-la acredito alegando que só tentarão defender a diretora. Legitima defesa: art. 25 do Código Penal Brasileiro, "entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.
Infelizmente não e permitido solicitar exame psicotécnico para ingresso nas redes e ensino e não seria justo,já que acreditamos que a educação e o caminho para civilização. Podemos aceitar que uma pessoa não esteja bem mentalmente ou emocionalmente e comenta atos impróprios para o seu grau de formação. Mas jamais concordarei que pessoas que caminhem para uma graduação sejam tratados como animais ou acham como tais.
 
Maria Madalena Alves em 21/02/2013 17:22:50
Fazer uma faculdade é saber das coisas...(verdades ou mentiras)...saber aprender ou aprender a saber...escolas...
 
Célia Campos em 21/02/2013 16:39:07
Por que ela não fez isso antes se sofri bulling , papo furado.
 
juarez delmondes em 21/02/2013 15:36:19
Acuma...? Não entendi a relação da tentativa de esfaquear a diretora com o comentário da frota de ônibus!!!
#EsclareceJesus
 
Berinaldo Bueno em 21/02/2013 15:05:40
O consórcio Guaicurus - frota nova de ônibus, essa empresa tem mandar lavar toda
a frota de carros. São muitos sujos.
Por fora é uma coisa, por dentro é um LIXO.
São ônibus muito pequenos extreitos e muito SUJOS.
 
TELMA IVANIR PEREIRA DA SILVA em 21/02/2013 14:50:03
Que absurdo!!! Gostaria de ver os acadêmicos desta unidade superior de ensino, ONDE NÃO TEM VIOLENCIA E NEM TROTES SÃO ADMITIDOS, se manifestando a respeito. Manifestem com a mesma veemência que criticaram os trotes nos calouros da UCDB. Obrigado!!!!
 
Alexandre S. Silva em 21/02/2013 13:30:09
Isso serve como alerta aos centros de educação, essa aluna é acadêmica de um curso da área da saúde com esse tipo de comportamento violento ? O que a população pode esperar?está na hora de se rever alguns conceitos.
 
Danielly Souza em 21/02/2013 12:44:56
Ué mas não tinha uma lei nova??? para esses casos isso é tentativa de homicidio, nimguem voa em cima de outra com uma faca só pra dar uma riscadinha.... e delegado... tem de se atualizar
 
sandra lima em 21/02/2013 12:39:28
Luís Alves, acertada suas palavras. Realmente é necessário a mudança dessas leis.
Atualmente, grande parte das pessoas NÃO tem educação e consequentemente respeito pelo próximo e vai virando uma bola de neve, cça mal educada é adolescente sem limites, adulto problema é idosos insuportável.
Os professores, são as principais vítimas desse pessoal sem limites, consciência, respeito e muito menos vergonha na cara. Agora pergunto, que tipo de profissional esta saindo das Universidades e entrando no mercado do trabalho?
O problema está em casa, onde pais delegam respnsabilidade para escola e uma hora a problemática vem a tona. Hoje grande parte dos lares, são totalmente desestruturados, uma verdadeira fazenda sem capataz.
No mundo atual falta tudo...inclusive presença de Deus.
 
Neyde de Oliveira em 21/02/2013 12:02:11
Claro que o que a aluna fez foi errado, contudo estudei lá e sei que o que aconteceu com ela acontece mesmo lá, professor lá, a maior parte deles, parente ou amigo pessoal um do outro.
 
Rodrigo Moraes em 21/02/2013 11:18:11
Levar uma faca para uma formatura de colação de grau e depois dizer que não tinha intenção... faça me o favor né.....
 
Alex André de Souza em 21/02/2013 10:49:26
Não apoio o caso, contudo existem muitos coordenadores de curso, orientadores de mestrado que humilham seus alunos e mestrandos, o respeito deve começar do professor, orientador, coordenador sou professora e policio minha linguagem e trato com meus educandos. QUANDO você grita, humilha perde a razão, outro fato é que professores e alunos devem registrar tais fatos e procurar providência. Esse é apenas um dos casos, conhecemos outros que algumas faculdades OMITEM por razões políticas que continuam até o professor titular aposentar.....até quando????/
 
renilda costa em 21/02/2013 10:43:44
As leis precisam ser mudadas pelos parlamentares para que haja respeito ao professor. Virou uma baderna nas escolas por conta de leis eleitoreiras e não disciplinadoras. Poderá chegar ao causo se não mudar a Lei.
 
luiz alves em 21/02/2013 09:08:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions