A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/07/2012 14:42

Após polêmica sobre homenagem ao Timão, juiz se defende e diz: "Sou exemplar"

Paula Vitorino
Nota publicada pelo juiz em sua página do facebook. (Foto: Reprodução)Nota publicada pelo juiz em sua página do facebook. (Foto: Reprodução)

O juiz responsável pela homenagem polêmica ao Corinthians, em plena audiência de um processo trabalhista, publicou nota de esclarecimento no Facebook. No texto,o magistrado Marcio Alexandre da Silva ressalta seu currículo como juiz, dizendo, “sem falsa modéstia, sou um juiz exemplar”, e ainda afirma que outras homenagens registradas em atas de audiência são comuns.

Ele citando vários exemplos e questiona o fato de não nenhuma ter se tornado polêmica no meio público.

“Atribuo ao próprio futebol todo o alarde e repercussão sobre a homenagem prestada, porque sendo paixão dos brasileiros faz suscitar sentimentos antagônicos de amor e ódio”, diz a conclusão da nota.

A homenagem ao time foi prestada na manhã de quinta-feira (6), um dia após o Corinthians conseguir o título inédito de vencedor da Copa dos Libertadores da América. O ato de amor do juiz caiu nas redes sociais, causando polêmica.

“Homenagens a pessoas e instituições é coisa bastante corriqueira no Poder Judiciário”, afirma e após citar exemplos de homenagens a esposas de desembargadores e até a Hebe Carmargo, questiona que “nada disso foi ou é alardeado pela imprensa, tampouco considerado ilegal”.

Sobre as críticas recebidas por tal demonstração de paixão ao Timão, inclusive feitas pelo presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), Leonardo Duarte, o juiz diz que a “homenagem ao Sport Club Corinthians Paulista não foi uma maluquice ou brincadeira, conforme asseverado pelo presidente da OAB, pois não se brinca com um sentimento que é de mais de 30 milhões de brasileiros”.

No decorrer da nota, o magistrado esclarece que a atitude não implicou prejuízos para o seu trabalho e chama a atenção para o fato de outras, que vão contra ao devido exercício da profissão, não serem denunciadas ou motivo de polêmica para toda a sociedade.

“Se prestarem atenção na ata em que a homenagem foi prestada ao Corinthians, finda a audiência marquei julgamento para o mesmo dia e ele foi proferido antes mesmo do horário designado. Isso aconteceu com mais dois outros processos daquela mesma data”.

Márcio Alexandre ainda esclarece que a sua produtividade pode ser conferida no site do TRT. “Nas planilhas elaboradas pela Corregedoria local poderá ser constatado que sou um dos juízes mais céleres do Regional”.

“Em mais de 8 anos de carreira, jamais ultrapassei o prazo de 10 dias para julgamento”, mas admite que “sei que não faço mais do que a minha obrigação por cumprir os prazos legais”.

No entanto, o juiz esclarece ressaltar tais pontos porque “a sociedade precisa saber que nem todos os juízes, por diversas circunstâncias da vida, cumprem referidos prazos e, nem por isso, são execrados ou punidos e sequer prestam satisfações às corregedorias pelos atrasos reiterados, ao contrário, muitos são promovidos mesmo assim”.

Por fim, Marcio conta sua origem humilde e se diz corintiano de coração, ressaltando se orgulhar de ser conhecido “por ser enérgico, linha dura e intransigente". Sendo assim, ele frisa que o que lhe traria “tremenda angústia, decepção e vergonha” seria ser conhecido por “corrupto, preguiçoso ou descompromissado”.

O juiz se coloca a disposição da imprensa e da Corregedoria para possíveis esclarecimentos a partir desta segunda-feira (9). Marcio também garante que irá fazer o ressarcimento das despesas com os serviços postais da ata da audiência, cerca de R$ 3,50.

TRT publica nota de esclarecimento sobre homenagem de juiz ao Corinthians
O desembargador Marcio Vasques Thibau de Almeida, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, divulgou nota esclarecendo a homenagem a...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


Muitos criticam o Judiciário por acharem que seus juízes não levam suas atribuições a sério, inclusive corintianos. Agora, uma brincadeira desse tipo, fazer homenagem em ata de audiência pública pode, desde que seja uma homenagem ao Corinthians. Por isso que a classe vai mal perante a opinião pública.
 
Jorge Souza em 09/07/2012 12:24:00
É isso ai Dr Marcio, com certeza absoluta esta polemica foi criada por algum anti corinthians, e a nação corinthiana agradece ao Sr pela homenagem. Em varios outros setores foram feitas homenagens tambem. O povinho invejoso em!!
 
nikko flores em 09/07/2012 12:21:31
esse judiciario , nao e a toa que o povo perdeu a credibilidade dele eles so fas justica com e para quem querem , e uma vergonha sem tamanho;
 
gilberto ferreira de lima em 09/07/2012 09:34:00
Sou Palmeiras desde criancinha, quanto a manifestação do Juiz é mera manifestação e pelo que vi em nada afetou a situação de direito existente. Há coisas mais muito mais graves para se criar polemicas, como exemplo cito a corrupção existente em nosso meio. Foi dado ao seu bom humor que foi dito o que foi escrito, bom humor honesto e sincero, coisa que falta em muitos seres humanos.
 
Claudineis Galinari em 09/07/2012 09:33:30
Quando eu vi, pela primeira vez a tal ata, imaginei se tratar de uma brincadeira, afinal mostrava o "print screen" de uma tela.
Mas o que me assustou de verdade foi a declaração do juiz...
Então é prática comum fazer homenagens às mulheres dos colegas?
Nascimento de crianças?
Aposentadoria?
E quando o cachorro do magistrado fica doente, tem homenagem pro bichinho também?
Isto é terra de ninguém...
 
Rodney OSilva em 09/07/2012 08:48:00
acredito eu, que enquanto as pessoas não levarem o esporte na esportiva, irá sempre ter essa discussão boba.... esporte é divertimento, no mundo de hoje, temos o direito de expressão, sobre o futebol, metade do Brasil é anti-corintiano.... então ai vem a discussão boba.... se ele não fisse corintiano, será que estariámos fazendo esse julgamento?
 
Lenilso Gontijo em 09/07/2012 08:44:56
Sou Palmeirense de coração, Advogado criminal, não atuo na Justiça do Trabalho. Em relação ao comportamento do Magistrado, não vejo nenhum problema em seu comentário em audiência. O povo deveria se preocupar mais com os escândalos Políticos existentes em nossa Nação.
 
Amilton Almeida em 09/07/2012 08:38:02
Futebol é diversão, as pessoas levam muito a sério isso, acabam sobrepondo outras coisa mais importantes como família, respeito, amor .. etc.
 
Rogerio dos Santos em 09/07/2012 07:46:55
Há os que não ler nada, os que ler e não entende nada quando não interessa. O Juiz fez mais uma prática mo seu serviço; se há legalidade em homengenes durante o serviço, qual a diferença dessa para as outras? Só na cabeça dos invejosos. Não sou corintiano e nem conheço o Juiz; só acho que ele não cometeu nenhum erro.
 
luiz alves em 09/07/2012 07:45:42
Liga não Sr juiz...pura inveja......
 
auri nogueira em 09/07/2012 07:34:43
Quanto mimimimimimi por um motivo tão bobo, como o proprio juiz diz é normal, e quem é do meio sabe muito bem disso, homenagens em atas! O resto é resto!
 
Andrea Chaves em 09/07/2012 07:26:00
É um absurdo.
 
edson navarini em 09/07/2012 07:14:20
Que faça sua homenagem fora do horário de trabalho. A atitude do juiz é um total desrespeito com a população brasileira. O dinheiro dos nossos impostos é o mesmo que paga o altíssimo salário desse cidadão.
 
Ricarto Afonso Neto em 09/07/2012 06:33:42
Ele é exemplar mesmo, um bom exemplo de como não se deve tratar a Coisa Pública!

O sr. pode ser juiz, mas o Poder Judiciário não é seu, é do povo, e não se deve utilizar a máquina pública para suprir interesses pessoais, quaisquer que sejam, ainda que não causem prejuízos.

Esta é uma conclusão lógica bem simples.

É por essas e outras que sempre se diz: O Brasil não é um país sério!

 
Igor Rodrigues em 08/07/2012 11:09:30
A Justiça do Trabalho é e, quiçá sempre o seja, aquela essencialmente HUMANA/HUMANISTA /HUMANITÁRIA. Pudera termos TODOS os Juízes expressando bom humor e fazendo demonstrações de são também humanos, que se sintam à vontade para se aproximar minimamente dos jurisdicionados!! O MS assusta com tanta repressão!! Dr. seja sempre assim! Seja sempre Corinthians!:-D
 
Rose Mara Ribeiro Brandão em 08/07/2012 10:27:03
Sou Corinthians!e, ao saber que 30 milhões de brasileiros também o são dá uma alegria danada. A qualquer hora vou expressar que ser Corinthians é algo muito especial. Ser feliz incomoda sabe sr. Márcio!
 
Rose Mara Ribeiro Brandão em 08/07/2012 10:16:00
Apesar de achar que isso não deveria ter tanto alarde, acho que o juiz deveria guardar sua paixão para outra ocasião e se ficar homenageando pessoas e instituições nas atas é ato corriqueiro então deveriam deixar outros Órgãos fazerem a mesma coisa. Já pensaram nos deputados com "eu homenageio fulano" na camisa em reunião no plenário? Ou a PM com brasão de time de futebol?
 
Mônica Marcato em 08/07/2012 09:32:05
Imagina um Médico colocando no prontuário de um paciente, a mesma "paixão" pelo seu time de coração, ou na declaração de óbito?? na segunda parte que ocasionou a morte pode ter sido "muita emoção da conquista de um titulo de seu coração".
Isso é verdadeiramente um falta de respeito com toda sociedade que paga seu salário que esta ali para TRABALHAR e existe momento e lugares para tudo. "PROTESTO"
 
Luiz Feliciano em 08/07/2012 08:54:07
Meritíssimo, vá fazer tais apologias em outro lugar, na sua hora de folga. Aí, sim, é justo. Não quando deveria estar tratando de assuntos sérios - pelo menos para as partes (finais) deveriam ser. Ademais, isso de "paixão por clube futebol" nada mais é que manobra de massa com intuito de dispersar a atenção da população de assuntos realmente sérios, como nossa educação, saúde e segurança precárias.
 
Levi Monteiro em 08/07/2012 08:52:00
Bom nos vivemos em uma sociedade em que, os maus exemplos veem de pessoas ligadas ao Estado Brasileiro.Isso que esse Magistrado fez foi só mais uma demonstração da falta de respeito com os Cidadãos Brasileiro .......
 
alexandre souza martins em 08/07/2012 07:19:57
"Sou um juiz exemplar"...
Homenagens de juízes a Hebe Camargo...
"Pois não se brinca com um sentimento que é de mais de 30 milhões de brasileiros”...

Ah fala sério, senti vergonha alheia por esse magistrado agora. A explicação na rede social saiu pior que o ato desastroso em si.

Tenho a mesma opinião que o presidente da OAB sobre este fato.

 
Mauricio Oliveira em 08/07/2012 07:16:37
Gostaria de ver se um filho de pedreiro no meio da audiência solicita-se ao ilustre magistrado para contar na ata que o palmeiras ganhou a copa do Brasil.....acho um precedência para as futuras audiências.

Acredito que a balança deste magistrado continuará desiquilibrada.
 
Rubens Pedrosa Martins em 08/07/2012 07:05:28
O que está na tônica não é se o Senhor é exemplar ou não nobre magistrado mas se quer entrar por este viés penso eu que o Sr. deu um MAU EXEMPLO ao imiscuir-se em assuntos pessoais no momento do labor e o que é pior usou da máquina estatal para tanto.
 
Marcelo Mendes em 08/07/2012 07:05:18
O magistrado deveria agir com impessoalidade que é um dos princípios da administração pública...mas juiz pode tudo...tá certo isso, Arnaldo?!
 
Juarez de Souza em 08/07/2012 07:02:53
Lamentável a nota divulgada pelo magistrado.

De início importa dizer que não é a repetição do erro (homenagens despropositadas em atas de audiências) que fazem disso um acerto.

Ademais, não presta qualquer favor à sociedade o Juiz quando decide com celeridade, essa é sua obrigação constitucional.

Reconhecer um erro seria, aí sim, um "intransigente" ato de humildade para o autointitulado juiz.
 
Wesley Antunes Bezerra em 08/07/2012 06:55:15
Gente, se há algum mal nessa conduta, ele deve ser cortado pela raiz, ou seja, nas normas regulamentares do TRIBUNAL que também presta homenagens a várias pessoas ou instituições anualmente, com paralisação de suas atividades. Como o Tribunal pode cobrar algo se sequer dá exemplo?
 
José Henrique em 08/07/2012 06:25:25
realmente as homenagens são comuns no judiciário, basta assistir a TV Justiça, outro dia em plena sessão do TST o desembargador pediu venia pra prestar homenagem ao filho de outro desembargador que foi indicado para um cargo no CNJ. Isso não atrapalha em nada, e essas homenagens são feitas em todos os poderes e são inclusive formais, ser contrário é coisa de gente de mentalidade pequena.
 
Rafael Santos em 08/07/2012 06:25:03
só tenho uma coisa a dizer " LIBERDADE de EXPRESSÃO" este é o exercício que indico a todos que já estão metendo o pau! e o nosso ilustre Juíz dá indicio que é humano! parabéns a Vossa Execelência!, que continue honrando a Toga parabéns pelo time, e que bom que vivemos num Estado LAICO, onde todos tem direito de se expressar, independente de sua profissão,não se manifeste mais
 
sandra lima em 08/07/2012 06:22:00
O juiz está completamente equivocado, se quer fazer homenagem, que não se utilize do erário público, aliás, a toga já é preta por simbolizar a imparcialidade do magistrado, ou seja, os sentimentos pessoais não devem aflorar a um juiz, ainda que da justiça do trabalho. E com essa homenagem, o juiz pensa apenas em si mesmo, descaracteriza a harmonia jurídica e expõe-se ao ridículo. Lamentável!!!
 
Marcos Junior em 08/07/2012 05:53:34
Parabéns Merentissimo!!!! PARABÉNS MESMO!! Independente às nossas profissões, TEMOS SIM E DEVEMOS TAMBÉM, externar as nossas paixões futeboísticas., Ale´m do Sr, quantos outros, dos mais diversos segmentos da sociedade brasileira não fizeram igual ao Sr? PARABÉNS! É CURÍNTIA!! É NOIS MANO!!! VAI CURINTIAN!!!!!!!
 
Gilson Giordano em 08/07/2012 05:22:38
Embora seja flamenguista, me solidarizo com MM. Dr. Marcio Alexandre da Silva. O fato não trouxe prejuízos ao exercício da função e concordo com MM. em devolver o valor gasto com o envio da correspondência. No entanto, faço uma crítica àqueles que o criticam e pergunto: quantos desses nunca imprimiram coisas particulares no trabalho, ou usaram o telefone do sv para fins particulares? Mateus 7.3
 
Ronaldo Pissurno em 08/07/2012 05:15:43
O que nos indigna nao é o fato de um MAGISTRADO FAZER SUA HOMENAGEM AO SEU CLUBE DE PAIXAO, mas sim a diferença entre ele e um cidadao comum.
imaginem se um empregado ou um empregador numa audiencia de conciliaçao ou outra,pedisse a palavra por alguns seguntos para se manifestar sobre o mesmo assunto(futebol),será que o Excelentissimo iria conceder a palavra. PENSEM NISSO!!
 
Pedro araujo em 08/07/2012 05:14:11
Tanta coisa pra se fazer no serviço público e tem gente se preocupando com futebol, pior ainda, pelo Curintia.É brincadeira!
 
Wagner Ferreira da Silva em 08/07/2012 05:00:02
O cidadão não tem nada contra o futebol, senhor juiz, muito menos contra vossa profissão. O fato é que que no mês passado o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande ordenou que executassem o hino do time dele naquela Casa de Leis. Agora veio o caso do senhor. E se um policial, autoridade perante a sociedade, exaltasse o amor ao seu clube de futebol ao atender uma ocorrência? É justo?
 
Fabio Pellegrini em 08/07/2012 04:56:47
O Magistrado se portou como um cidadão. Pela nota de esclarecimento, notamos ser comum prestar homenagem por fatos relevantes pessoais ou não ocorridos. Embora não seja corintiano, parabenizo o Sr. Juiz por fugir as amarras das letras frias das leis. O comum num país igual ao nosso(cheio de corruptos e descompromissados) é preocupar com picuinhas, de como devemos dizer ou fazer, etc. Parabéns!
 
Antonio Camilo em 08/07/2012 04:52:57
Com tanto estudo que o senhor tem deveria ter usado para fazer coisa boas e nao escrever coisas de time isso e uma vergonha........
 
celia regina em 08/07/2012 04:03:32
Me solidarizo com o juiz Marcio Alexandre da Silva e acho que as pessoas têm muitas outras coisas com as quais se preocupar. Gostaria de ver tamanha revolta em relação à corrupção, tanta atenção em relação às eleições, tantas discussões sobre as mudanças nas leis penais. É mais fácil julgar a atitude dos outros do que a nossa própria.
 
Danielle Passos em 08/07/2012 04:01:46
Parabens Dr. Marcio ,é isso mesmo o Sr. tem toda razão a sua postura foi digna e honrosa .Não vejo nada de mais em um Juiz fazer uma homenagem ao seu time do coração., é um absurdo acharem isso errado, aliás coisas erradas existem um monte por ai, inclusive no próprio poder judiciário que muitos jogam para embaixo do tapete. Sou Advogado e sei da sua competencia e seriedade como Magistrado.
 
AORIMAR OLIVEIRA DA SILVA em 08/07/2012 03:55:58
Pilhas de processos se acumulando e arrumam tempo pra fazer homenangens idiotas como essa !!! Faltou um pouco de bom senso.
 
Marcos Figueiredo em 08/07/2012 03:46:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions