A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

25/08/2017 15:19

Após protesto na Brilhante, Exército anuncia reforço nos trabalhos à noite

Extensão será até 20h, no máximo, evitando uso de maquinários pesados para evitar perturbação do sossego.

Anahi Gurgel
Homens do Exército durante serviço na Salgado Filho. Moradores e comerciantes participarão de reuniões semanais sobre as obras. (Foto: André Bittar)Homens do Exército durante serviço na Salgado Filho. Moradores e comerciantes participarão de reuniões semanais sobre as obras. (Foto: André Bittar)

Para amenizar os transtornos aos moradores e comerciantes do bairro Amambai, em Campo Grande, alguns serviços das obras de requalificação urbana do Corredor Sudoeste da cidade serão realizados no período norturno. A medida foi definida em reunião na manhã desta sexta-feira (25), entre representantes da comunidade, da Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos) e oficiais do Exército Brasileiro. 

Na quinta-feira (23), os empresários fizeram um protesto na Rua Brilhante esquina com a Salgado Filho, pedindo agilidade no recapeamento das vias, para evitar redução nas vendas. “Haverá uma extensão do horário dos trabalhos, na medida do possível, para aproveitar a redução do fluxo de veículos e de pessoas na região. Serão estendidos, eventualmente, até umas 19h, 20h, sem uso de maquinários pesados e sempre respeitando a lei do silêncio, para não haver perturbação do sossego”, explicou a secretaria, por meio da assessoria de imprensa.

“Para não prejudicar o movimento do comércio, as interdições serão promovidas de forma pontual e no maior espaço do tempo possível”, informou.

Também ficou acertado que dois representantes dos comerciantes irão participar das reuniões semanais entre Exército e prefeitura, que acontecem desde o início das obras para definir o cronograma dos serviços, incluindo as interdições inteiras ou parciais das vias da semana seguinte.

Dessa forma, os comerciantes, poderão se organizar quanto à compra de insumos, para evitar perda de estoques, por exemplo, e até mesmo avisar a clientela com antecedência de 1 semana.

Grupo de WhatsApp- Os moradores e comerciantes da região se comprometeram a incluir os responsáveis pelos serviços, como o fiscal de obra pela Sisep e oficiais do Exército, no grupo de bate-papo da comunidade. O objetivo é compartilhar as informações sobre o andamento das obras, cronograma dos trabalhos.

Serviços estão sendo realizados pelo Exército e devem ser concluídos em dois anos. (Foto: André Bittar)Serviços estão sendo realizados pelo Exército e devem ser concluídos em dois anos. (Foto: André Bittar)

Fruto de convênio firmado com a prefeitura, a obra é realizada pelo 9º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção), do CMO (Comando Militar do Oeste), começou no dia 13 de fevereiro deste ano e tem prazo de dois anos para ser concluída.

Desde os início, as interdições no trânsito para realização dos serviços provocam muita reclamação de moradores e comerciantes de quatro importantes vias da Capital.

O serviços contemplam 12 quilômetros de vias que integrarão o futuro corredor sudoeste do transporte coletivo, distribuídos entre as avenidas Marechal Deodoro (5 km) e Bandeirantes (4 km) e as ruas Guia Lopes (600 metros) e Brilhante (3 km).

As etapas contemplam fresagem, demolição de canteiros e meio-fio, e escavação de vala de drenagem; assentamento de tubos, dispositivo de drenagem, fechamento de valas e infraestrutura semafórica; recapeamento e pavimento flexível novo, pavimento rígido e meio-fio e acessibilidade e proteção vegetal.




KKKKKKKKKKKKKKKKK
O exército está enrolado até para fazer um simples recapeamento de rua.
E ainda tem gente que acha que o exército é a solução para o país.
Com a palavra os que querem a volta dos milicos.
 
Critico em 25/08/2017 19:50:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions