A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/12/2013 12:09

Audiência é marcada para por fim a impasse sobre arrendamento de fazenda

Graziela Rezende

Agendada para o dia 23 de janeiro de 2014, em Corumbá, a 419 quilômetros da Capital, uma audiência na 3ª Vara Cível está marcada para por fim ao impasse devido a aluguéis de uma fazenda no Pantanal. Pelo erro em arrendamento, um dos envolvidos pode ser condenado a pagar R$ 1 milhão pelo prejuízo.

Por um lado, a arrendatária fala que o cônsul da Albânia no Brasil, Thomas Augusto Amaral Neves, não quitou mensalidades. Ele, no entanto, provou com um perito judicial que o que tem a receber é um valor quatro vezes maior que o devido.

“O valor devido referente ao arrendamento do imóvel alcançaria a importância de R$ 134.846,98. No entanto, o lucro no mesmo período é de R$ 419.484,24, isso sem a correção que gera o valor em torno de R$ 1 milhão. São valores incontestáveis, que provam que a minha ação de indenização é vitoriosa”, afirma o cônsul.

A ação ocorre quase dez anos após o arrendamento para atividade pecuária avaliada em R$ 6 milhões. Já em fevereiro de 2008, o cônsul deixou o local, onde seriam colocadas mil cabeças de vaca e as suas crias e estavam apenas 300 cabeças.

Cônsul diz que tem a receber R$ 1 milhão por erro em arrendamento no Pantanal
O cônsul da Albânia e Dominicana no Brasil, Thomaz Augusto Amaral Neves, aguarda, há mais de dois anos, indenização de aproximadamente R$ 1 milhão po...
Cônsul da Albânia deixa dívida de 240 mil por arrendamento de fazenda no Pantanal
Ele desfrutou da área por 4 anos Cônsul da Albânia no Brasil, Thomas Augusto Amaral Neves, terá que pagar aproximadamente R$ 240 mil por ter arrendad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions