A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

29/11/2014 11:58

Campanha por reforma para mudar a política ganha apoio nas ruas da Capital

Filipe Prado
A OAB precisa colher 100 mil assinaturas no Estado e 1,5 milhão no Brasil (Foto: Marcos Ermínio)A OAB precisa colher 100 mil assinaturas no Estado e 1,5 milhão no Brasil (Foto: Marcos Ermínio)

A campanha por reforma política ganhou apoio nas ruas de Campo Grande neste sábado (29). A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul) começou a coletar assinaturas e obteve apoio da população no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, no Centro. Os advogados pretendem colher 100 mil assinaturas em Mato Grosso do Sul e alcançar 1,5 milhão no Brasil.

A presidente da Comissão de Defesa da República e Democracia da OAB, Grezziela Saldanha Sabina, explicou que os pontos mais fortes da campanha são: a proibição do financiamento de campanha por empresas, eleições proporcionais em dois turnos, paridade de gênero e o fortalecimento dos mecanismos da democracia direta com a participação da sociedade em decisões nacionais importantes.

“Queremos mais transparência, menos corrupção, números iguais de homens e mulheres nas eleições. Queremos mudar o processo eleitoral”, comentou o presidente da OAB/MS, Julio Cesar Souza Rodrigues.

A primeira etapa da campanha irá percorrer as ruas e coletar assinaturas. A partir do dia 11 de dezembro, os advogados irão para o interior do Estado. Já na 2ª etapa, de acordo com Grezziela, é a aprovação do projeto.

Para o secretário geral da OAB/MS, Lázaro José Gomes Junior, a campanha é de grande importância para a democracia brasileira. “Essa reforma é fundamental, para termos uma política mais clara, transparente e a OAB foi ás ruas para buscar o apoio da sociedade”, assegurou.

Rodrigues acredita que a meta de 100 mil assinaturas até fevereiro de 2015 será cumprida. “Nós estamos tendo um retorno muito grande da população. Somente em 1h30, conseguimos mais de 100 assinaturas”, concluiu.

Grezziela explicou que a campanha defende quatro pontos na reforma política (Foto: Marcos Ermínio)Grezziela explicou que a campanha defende quatro pontos na reforma política (Foto: Marcos Ermínio)
Queremos mais transparência, menos corrupção, afirmou o presidente da OAB (Foto: Marcos Ermínio)Queremos mais transparência, menos corrupção", afirmou o presidente da OAB (Foto: Marcos Ermínio)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions