A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

10/04/2017 15:27

Centro cultural e asfalto no Nova Lima estão entre prioridades da prefeitura

Entre os compromissos estão também a revitalização de parques, conclusão de Ceinfs, terminal de cargas e outras

Lucas Junot
A lista de ações foi divulgada nesta segunda-feira (10), durante a apresentação do balanço de 100 dias de governo (Foto: Marcos Ermínio)A lista de ações foi divulgada nesta segunda-feira (10), durante a apresentação do balanço de 100 dias de governo (Foto: Marcos Ermínio)

Além dos primeiros resultados da atual administração municipal, que começou este ano, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), elencou 20 outros compromissos que “estão por vir”.

Entre as obras listadas, durante apresentação do balanço de 100 dias de governo, nesta segunda-feira (10), estão a pavimentação do Nova Lima, aguardada há cerca de 40 anos, e a retomada do Centro Municipal de Belas Artes, parado há pelo menos 4 anos.

De acordo com a prefeitura, a previsão é que a obra no Nova Lima abranja inicialmente 8,75 quilômetros de drenagem, 19,38 quilômetros de pavimentação e 4,78 quilômetros de recapeamento. O investimento previsto inicialmente é de R$ 20,9 milhões, oriundos de contrato de R$ 311 milhões feito pela prefeitura com a Caixa Econômica.

Os valores são referente ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), anunciados em 2014 pelo ex-prefeito Gilmar Olarte. Neste mesmo ano foi iniciado o projeto de obras no Nova Lima, mas apenas 24% delas foram executadas, sendo que a licitação ocorreu em 2016 e apenas 1% da drenagem foi realizado.

A Águas Guariroba, concessionária de água e esgoto, foi notificada a iniciar o mais rápido possível a expansão da rede de esgoto nas ruas abrangidas nesta etapa.

Por exigência da Caixa, a pavimentação obrigatoriamente tem de ser precedida do esgoto. Para atender o Nova Lima e a região no entorno, até o Jardim Columbia, será necessário uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), já prevista pela empresa.

Centro de Belas Artes - Com R$ 10 milhões do dinheiro público já consumidos, o Centro de Belas Artes, parado há quatro anos, poderá ser concluído com uma PPP (Parceria Público Privada) que a Prefeitura de Campo Grande estuda fechar.

O Centro de Belas Artes já consumiu R$ 10 milhões e está parado há quatro anos (Foto: Arquivo/CGNews)O Centro de Belas Artes já consumiu R$ 10 milhões e está parado há quatro anos (Foto: Arquivo/CGNews)

Na lista de compromissos “por vir” do prefeito, está prevista a contratação de projetos e das obras para conclusão do Centro de Belas Artes.

O Município tenta autorização para formatar a parceria ou garantir mais recursos para conclusão de todo o projeto do Centro Municipal de Belas Artes, incluindo a parte reformada com recursos federais.

Inicialmente, a previsão de entrega do centro, sob promessa de aumentar o leque de opções culturais do campo-grandense, quando concluído, era o segundo semestre de 2012. O projeto teria um investimento total de R$ 28,8 milhões e cerca de R$ 10 milhões já foram investidos nas duas etapas. O Belas Artes previa ter espaço para exposições de arte, apresentações de teatro, música e cinema, entre outras atividades.

Ainda conforme a prefeitura, existe garantido cerca de R$ 8 milhões frutos de dois convênios federais, mas que representam somente 10% de todo o empreendimento. Do dinheiro que já foi investido, R$ 6 milhões são oriundos de verba federal e R$ 1,5 milhão do município. Dos 14 mil metros quadrados, somente 2 mil foram requalificados.

Antes do projeto para o Centro de Belas Artes, o local abrigaria o Terminal Rodoviário, que começou a ser construído há 26 anos, ainda no governo de Pedro Pedrossian naquele mesmo terreno.

A obra foi Inaugurada três anos depois mesmo sem sua conclusão. O projeto, então, passou diversas alterações até ser convertido em Centro de Belas Artes, mas entraves entre a Prefeitura e a construtora paralisaram os trabalhos.

Em 2014, a empresa Mark Construções abandonou a obra, que desde então não foi retomada. Na ocasião, a administração anterior dizia que levantaria o que já tinha sito feito e o que precisaria ser refeito. O local foi depredado pelo tempo fechado, com lixo e abrigariam moradores de rua e usuários de drogas diariamente.

Outras obras – Entre os 20 compromissos elencados nas próximas prioridades, estão as seguintes obras:

– A prefeitura prevê ainda a conclusão dos Ceinfs (Centro de Educação Infantil) dos bairros Tijuca II, Centenário e Jardim Noroeste;
– Implantação de 520 abrigos em pontos de ônibus;
– revitalização dos Cras (Centros de Referência em Assistência Social) e nova sede da SAS (Secretaria de Assistência Social);
– instalação de mais 100 câmeras de videominitoramento;
– reabertura do Guanandizão;
– revitalização dos parques Ayrton Senna, Jacques da Luz, Sóter e Tarsila do Amaral;
– conclusão do terminal intermodal de cargas.



Estamos esperando asfalto e saneamento basico no bairro São Conrado.
Grato,
Micheal Feeney
 
Micheal Feeney em 10/04/2017 16:04:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions