A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

07/01/2014 21:45

Ciclista de 41 anos é atropelado e morre na avenida Duque de Caxias

Vinícius Squinelo

Adão do Rosário, 41 anos, morreu na noite desta terça-feira (7) ao ser atropelado por um carro na avenida Duque de Caxias, próximo ao Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Segundo informações iniciais, Adão seguia de bicicleta pela via quando foi atingido por um veículo Ford Fiesta próximo da entrada do bairro Serradinho.

A vítima morreu na hora, de acordo com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que constatou o óbito.

A Polícia foi chamada e realiza neste momento a perícia no local do acidente. A causa da batida ainda não foi identificada.

Homem é ferido a tiro em saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


eu vi o acidente o carro vinha em alta velocidade nem se quer pisou no freio faltou direção defensiva para esse motorista lamento muiiito...
 
rogerio do rosario em 08/01/2014 13:59:48
Av Duque de Caxias há muito tempo merece uma ciclovia que leve até o núcleo industrial.
 
Odescia Madeira em 08/01/2014 13:57:45
Via de Trânsito Rápido – vias com diversas faixas, sem semáforos, sem trânsito de pedestres e com grande extensão.
A velocidade permitida nessas vias é de 80 km/h, se nao houver indicaçao de outra velocidade. Aqui em Campo Grande, ao contrário do que muitos pensam, nao existe via rápida. A Zahran não é via rápida. A Duque de Caxias não é via rápida. Inclusive, a velocidade máxima na Duque de Caxias é de 50 Km/h. Precisamos aprender regras de circulação com urgência. Outro erro comum aqui em Campo Grande (e quem o comete ainda se acha no direito de agredir o outro condutor que está certo) é a pessoa estar na faixa da direita e fazer conversão para a esquerda, achando que o veiculo da esquerda obrigatoriamente tem que fazer a conversar, e nao seguir reto. Acho que precisamos de mais aulas
 
mara ferreira em 08/01/2014 13:44:52
É um absurdo ler uma noticia como esta!!!!!!!!!
Cade o respeito no transito, um ciclista atropelado dentro de uma ciclovia isso é ridículo. E a policia de transito com trabalho preventivo e educativo aonde está? Senhores policiais ao invés de domingo a noite irem para o aeroporto multar que estacionou seu veiculo para aproveitar o fim de noite, vão trabalhar no que realmente precisa, evitem mortes.
 
mauricio gauna em 08/01/2014 12:50:02
Nesta região já aconteceram vários acidentes fatais, e até hoje as autoridades não se deram conta de que ali, ou seja, no perimetro compreendido entre o acesso à vila Eliane e a vila Serradinho, em frente a um ponto de ônibus e uma loja de produtos agropecuários é aonde tem maior fluxo de pedestres, então há necessidade urgente de instalação de redutores de velocidade, enquanto isto não acontecer mais vidas serão perdidas. Será que precisamos bloquear a via para sermos vistos?
 
Antonio Pereira em 08/01/2014 12:42:16
Isso é um absurdo! O trânsito de Campo Grande cada vez mais bárbaro! As ciclovias deveriam facilitar a implementação do transporte sobre duas rodas, mas na própria Afonso Pena é um caos para o ciclista, os carros param em cima da ciclovia, obstam a passagem, inclusive os ônibus!! É um horror!!
 
JESSICA MACHADO em 08/01/2014 11:36:34
As vias de trânsito rápido são mais perigosas para os ciclistas, especialmente em Campo Grande, onde os motoristas ainda não estão habituados a compartilhar os espaços. A solução nestas avenidas é a ciclovia. Interessante é que na Duque de Caxias a ciclovia vai da Av. Tiradentes até o aeroporto e desaparece, voltando 5Km depois, em direção ao Indubrasil.
Neste "buraco" o ciclista fica exposto e tragédias como esta acontecem.
Quando teremos uma política de mobilidade urbana em que as bicicletas sejam vistas como meio de transporte, além do laser? Ciclovia não é para enfeitar a cidade, é para a locomoção de pessoas.
Meus sentimentos à família.
 
Elijane Coelho em 08/01/2014 10:20:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions