A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

31/08/2019 18:20

Com apenas uma vaga em aeroporto, taxistas protestam e vão à Justiça

A partir de amanhã, serviço será assumido por empresa que venceu licitação da Infraero

Aline dos Santos
Taxistas foram às ruas de Campo Grande em protesto contra perda de vagas no aeroporto. (Foto: Direto das Ruas)Taxistas foram às ruas de Campo Grande em protesto contra perda de vagas no aeroporto. (Foto: Direto das Ruas)

Com direito à apenas uma vaga no Aeroporto Internacional de Campo Grande a partir de amanhã (dia primeiro), ponto cobiçado pelo fluxo de passageiros, grupo de taxistas fez carreata na tarde deste sábado e também foi à Justiça na tentativa de reverter a situação.

O serviço será assumido pela Rodar Serviço de Táxi e/ou Transporte Individual, que venceu licitação realizada pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). A empresa vai pagar R$ 418,5 mil para explorar o transporte por cinco anos.

“Fizemos uma manifestação pacífica para evidenciar nossa insatisfação. Os taxistas se sentiram enganados. Fizeram uma licitação escondida e não ficamos sabendo. Tínhamos o total interesse, dependemos disso para viver”, afirma o taxista Paulo Pereira de Lima.

Ele questiona a atuação do Sintáxi (Sindicato dos Taxistas). “Foi totalmente omisso. Não veio nos comunicar da licitação”, diz. Os taxistas do aeroporto contrataram assessoria jurídica e foram à Justiça para barrar a mudança.

“Foi uma surpresa para nós e o sindicato deveria ter ajudado a gente nessa licitação. O sentimento é de tristeza, de abandono”, afirma Carla Revoreto, 58 anos, que é taxista há 15 anos, sendo seis no aeroporto.

Gerson Lemes do Prado, 66 anos, reclama da saída forçada. “Qualquer aeroporto do Brasil tem ponto de táxi e aqui não pode ter. É uma implicância tão grande com os taxistas’” diz. São 45 anos na profissão, com três décadas no ponto do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Os trabalhadores também levaram documentos ontem (dia 30) ao MPF (Ministério Público Federal). No novo modelo, o aeroporto terá apenas uma vaga rotativa para táxi. Atualmente, 44 veículos atendem o terminal. Os taxistas foram deslocados para a Avenida Duque de Caxias, no entorno do aeroporto.

Na tarde deste sábado, o grupo fez carreata pela Duque de Caxias e Avenida Afonso Pena. O novo serviço de transporte vai funcionar nos moldes de aeroportos maiores.

Os passageiros deverão buscar o balcão da empresa e informar o endereço de destino. “Depois disso, um veículo estará à espera na saída do aeroporto”, informa a Infraero.

O Campo Grande News tentou contato com a Rodar na quinta-feira (dia 29), mas sem sucesso. A reportagem não conseguiu contato com o Sintáxi hoje.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions