A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/04/2015 21:16

Com expectativa de movimentar R$ 600 mi, está aberta a Expogrande

Daniel Machado e Mariana Rodrigues
Durante cerimônia de abertura, nesta quinta-feira (23), organizadores falaram em público surpreendente e estrutura jamais vista. (Foto: Fernando Antunes)Durante cerimônia de abertura, nesta quinta-feira (23), organizadores falaram em público surpreendente e estrutura jamais vista. (Foto: Fernando Antunes)

Uma estrutura jamais vista, um público que vai surpreender a todos, um faturamento recorde e uma feira que entrará para a história como a maior de todos os tempos: foi assim, com todos esses superlativos, que o presidente da Acrissul, Chico Maia, resumiu a expectativa da organização para a 77ª edição da Expogrande durante cerimônia de abertura do evento, que aconteceu na noite desta quinta-feira (23) no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande.

A feira, uma das principais e mais tradicionais da Capital, começa hoje e vai até o dia 3 de maio com exposições, leilões e novidades do setor agropecuário e contará com shows de ídolos como Zezé di Camargo e Luciano, Gustavo Lima e Almir Sater.

“A gente sempre tem como base a edição anterior, do ano passado, daí para cima, por isso esperamos que o evento possa movimentar cerca de R$ 600 milhões, com uma estrutura jamais vista e um público que vai surpreender pois esta tem tudo para ser a maior feira de todos os tempos e entrar para a história do Mato Grosso do Sul”, disse o presidente da Acrissul.

A entrada nesta quinta-feira foi gratuita e a cerimônia de abertura contou com as presenças do governador, Reinaldo Azambuja; da vice, Rose Modesto; do presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi; e do padre José Marinoni, reitor da Universidade Católica Dom Bosco. A surpresa ficou por conta da homenagem ao produtor rural Abílio Leite de Barros, irmão do poeta Manoel de Barros.

“Me sinto encabulado e emocionado com essa homenagem, não esperava por isso”, disse ele, que recebeu das mãos do governador um selo postal personalizado com sua imagem que será utilizado exclusivamente pela Acrissul.

Durante entrevista à imprensa, o governador exaltou a força do setor agropecuário do Estado e a importância da Expogrande 2015 para mostrar isso. “Mesmo no momento de crise o setor agropecuário tem respondido positivamente na economia e não tenho dúvidas de que a feira será um sucesso, com grandes negócios a serem realizados aqui, ainda mais do que no ano passado”, disse o Chefe do Executivo, que elogiou também a evolução constante desse segmento.

“Nosso Estado tem potencial para crescer ainda mais, tanto na agricultura quanto na pecuária e as novas tecnologias tem papel fundamental nisso, pois dão ganho de produtividade. Se olharmos nos últimos anos, crescemos na produção da área plantada, que ficou cerca de 10% acima (do mesmo período anterior) e a Expogrande é um dos espaços que mostram essa tecnologia de inovação, da modernidade da agropecuária brasileira, da industrialização dos produtos gerados pelo campo e de agregar valor a esses produtos”, acrescentou.

Surpresa ficou por conta da homenagem ao produtor rural Abílio Leite de Barros, irmão do poeta Manoel de Barros. (Foto: Fernando Antunes)Surpresa ficou por conta da homenagem ao produtor rural Abílio Leite de Barros, irmão do poeta Manoel de Barros. (Foto: Fernando Antunes)

Oportunidades – Azambuja também destacou a importância do FCO (Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste) para o desenvolvimento do setor agropecuário do estado. “Não tenho dúvida de que o FCO movimentará bastante a nossa economia e é isso que precisamos agora, potencializar e agregar valor nos produtos gerados e produzidos no estado”.

Incentivos – O governo deve estimular ainda mais todo esse crescimento, de acordo com o Governador, com isenções tributárias e fiscais e até com o fortalecimento do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado do Mato Grosso do Sul), que oferece um diferimento do ICMS aos contribuintes.

“Estamos procurando retomar o conselho do Fundersul. Além disso, agora o produtor vai opinar sobre quais as estradas serão prioritárias para investimento no Estado”, disse. “Temos também projeto de lei para reduzir o ICMS do diesel, para tirar parte do ICMS da bandeira tarifária da energia, enfim, tudo isso vai estimular o segmento produtivo e dar maior competitividade ao setor”.



Depois da palhaçada que a prefeitura fez com a Expogrande nos ultimos dois anos, eu já teria levado a feira para outra cidade, Terenos, por exemplo, fica praticamente dentro de Campo Grande e tenho certeza que o prefeito ficaria honrado por receber uma feira deste porte, eu acho que tem que ser assim, a prefeitura alem de não incentivar ainda quer azedar o caldo, então ela que vá catar coquinhos na ladeira. Nota-se que pelo visto o prefeito nem convidado foi...
 
Max em 24/04/2015 10:35:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions