A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/02/2014 09:27

Com salários congelados há 7 anos e sem efetivo, Polícia Federal faz paralisação

Graziela Rezende e Luciana Brazil
Polícia Federal faz paralisação por reestruturação dos cargos. Foto: Marcos ErmínioPolícia Federal faz paralisação por reestruturação dos cargos. Foto: Marcos Ermínio

Papiloscopistas, escrivães e agentes da Polícia Federal realizam uma nova paralisação na manhã desta terça-feira (11), em frente à sede da Superintendência da Polícia Federal, na Vila Sobrinho, em Campo Grande. Entre inúmeras reivindicações estão a falta de estruturação da carreira, salários “congelados” há 7 anos e a falta de efetivo, entre outras.

“Desde 1996 somos assegurados por uma lei que padroniza o salário para quem tem ensino superior. No entanto, fazemos o concurso e o valor recebido continua o mesmo de uma pessoa de nível médio. Não se trata de uma briga interna com outros cargos, mas sim de um reconhecimento que queremos ter”, afirma o escrivão Cléber Amaral, 43 anos, que está há oito anos na corporação.

Tal fato, que resulta em sete anos de salário “congelado” e aliado ao sucateamento das instalações, está gerando desmotivação nos servidores, segundo Amaral.

As categorias- papiloscopistas, escrivães e agentes- que paralalisaram os trabalhos hoje somam cerca de 450 policiais no Estado, e apenas 30% do efetivo estão trabalhando hoje. No país são 12 mil policiais federais ao todo.

“Em São Paulo, são 90 mil policiais militares e mais 28 mil no Rio Grande do Sul, sendo que a PF tem apenas 12 mil em todo o país para cuidar da fronteira. E todos acham que a fronteira está protegida. Precisaríamos de pelo menos o dobro de policiais no país. Em 2012, fizemos 70 dias de greve com os mesmos pedidos, sendo que o governo disse que iria negociar e até agora nada mudou”, explica o escrivão.

Hoje, a categoria "celebra" o Dia Mundial do Enfermo, já que para eles a Polícia Federal "está na UTI". Conforme a Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), nesta terça-feira em várias cidades do país, policiais vão utilizar cruzes vermelhas como um pedido de socorro por uma "PF doente". Balão de oxigênio e soro vão simbolizar a situação da instituição, segundo a categoria.

Situação deplorável - A ação desta terça-feira ocorre quatro dias após a categoria fazer um protesto com 50 pessoas. Algemas foram penduradas simbolizando o dia de parada dos policiais federais. Já está agendado para os dias 25 e 26 de fevereiro uma nova paralisação. 

"Temos muitas falhas, como por exemplo, pessoas terceirizadas no setor de imigração, quando deveriam ser policiais federais”, avaliou o escrivão.

Agente fala sobre desmotivação na carreira. Foto: Marcos ErmínioAgente fala sobre desmotivação na carreira. Foto: Marcos Ermínio
Sindicato diz que policiais estão na UTI. Foto: Marcos ErmínioSindicato diz que policiais estão na UTI. Foto: Marcos Ermínio
Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


A reinvindicação da categoria é justa sete anos sem reajuste salarial. A Polícia Federal assim como outras categorias do serviço público federal vem sofrendo com a falta de política salarial e incentivos. O governo deveria reconhecer a importância desses profissionais para a segurança pública e não virar as costas para a classe.
 
Vitoria Santos em 11/02/2014 21:03:25
Justo movimento desta categoria que faz a diferença no Brasil, os Agentes Federais. Inacreditável o que estamos sabendo agora - sete anos sem sequer reajuste salarial, deve ser um caso único e inexplicável, algo nunca acontecido antes na história deste país. Portanto, justíssima movimentação - a população está com vocês. Que a segurança pública seja também prioridade neste país.
 
Celia Campos em 11/02/2014 12:25:49
Uma vergonha pessoas que tanto ajudam a sociedade terem que se humilhar para ganhar um aumento, é uma vergonha, pois esses policiais são responsáveis por tirar de circulação boa parte da droga que destrói as famílias e ainda colocam na cadeia muita "gente grande".
 
Charles Luciano em 11/02/2014 10:31:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions