ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Com sobra de 11 mil vagas, “drive-trhus” para testes serão desativados

Governo de MS decidiu acabar com testagem em quartel dos bombeiros e na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho

Por Anahi Zurutuza | 19/02/2021 12:33
Primeiro drive-thru para testes em Campo Grande foi montado no início da pandemia no quartel central do Corpo de Bombeiros (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Primeiro drive-thru para testes em Campo Grande foi montado no início da pandemia no quartel central do Corpo de Bombeiros (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Com 10.733 vagas para testes RT-PCR (o do cotonete) e 562 para testes rápidos sobrando –11.285 ao todo–, os pontos para a realização dos exames gratuitamente, no Corpo de Bombeiros e na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho serão desativados na próxima semana. O drive thru, que funciona no quartel da Rua 14 de Julho, só atende até segunda-feira (22). Já as coletas o colégio, localizado na Rua Bahia, vão até sexta-feira, diz 26.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) já comunicou a decisão à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública). “Pensando na economicidade de recursos humanos e de materiais, decidimos pelo encerramento e informamos a decisão à Sesau”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, via assessoria de imprensa.

De acordo com o diretor de Saúde do Corpo de Bombeiros, coronel Marcelo Fahia, a ideia é que a demanda seja absorvida pela rede de atenção básica da cidade. A partir do dia 27, portanto, testes gratuitos só serão feitos em pacientes que procurarem os postos de saúde de Campo Grande.

“A partir de agora, essa rede passará a realizar os exames de RT-PCR e os testes rápidos na sua totalidade, absorvendo, por exemplo, a demanda diária de 258 testes que até o momento, são realizadas pelo drive-thru de Campo Grande”, acrescentou o coronel.

Ainda conforme a SES, no mês passado, os postos de saúde fizeram muito mais testes que os dois pontos de coleta montados pelo Estado. Foram 8.045 RT-PCR e 7.483 testes rápidos feitos nos “drive-thrus”, enquanto as unidades da Sesau fizeram 28.254 exames no total – metade do RT-PCR e outros 50% do tipo rápido.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário