A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 13 de Novembro de 2018

12/01/2011 20:07

Conforme pesquisa do Procon, Paulistec foi líder de reclamações em 2010

Ana Maria Assis

Conforme levantamento do Procon, a Paulistec foi a empresa que mais originou reclamações no órgão em 2010. Lá eram vendidos diplomas falsos. Depois da Paulistec, destaque para as empresas do setor de telefonia, que foram as que tiveram maior número de queixas por parte dos consumidores, com destaque para Oi em segundo lugar e a Americel/Claro em terceiro.

Ainda no setor de telefonia, a GVT caiu do 15º lugar para a 40ª posição no ranking, com redução de 50%. A Sony Ericsson, que esteve na sétima posição em 2009, com 259 processos abertos, em 2010 ocupou a 36ª posição, com redução de 71% no número de reclamações.

A Enersul caiu da segunda para a sexta posição, saindo de 794 processos abertos em 2009 para 310 em 2010, apresentando queda de 61%. Já a Águas Guariroba, que esteve em terceiro lugar em 2009, com 546 processos, e que em 2010 fechou na nona posição, somando 256 processos abertos, apontou redução de 53,5%.

As Casas Bahia fechou 2010 com 323 reclamações, ocupando a quinta posição do ranking. Em 2009 a empresa teve 175 queixas e ocupou a 12ª posição. Comparando-se os dois últimos anos o aumento foi de 85%. No último ano foram abertos 15.073 processos em decorrência de reclamações, com média mensal de 1.256, de um total de 29.080 atendimentos. O índice de solução dos processos abertos pelo Procon é de 75%.

A classificação realizada pelo Procon tem o objetivo de disponibilizar ao consumidor informações que contribuam para a escolha do local de aquisição do produto. Além de considerar o preço e a qualidade o consumidor também deve ponderar o respeito, a solução de problemas e o atendimento no pós-venda. Veja no link abaixo a pesquisa na íntegra.

(Com assessoria)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions