A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

05/05/2019 09:39

Confusão em horário de concurso gera atraso e protestos de candidatos

Cartões impressos até dia 26 de abril indicavam "horário local" para início das provas, causando atraso de pelo 17 candidatos

Silvia Frias e Danielle Valentim
Candidatos conferem horário de prova do CRN em frente à Facsul, na Avenida Afonso Pena (Foto: Marina Pacheco)Candidatos conferem horário de prova do CRN em frente à Facsul, na Avenida Afonso Pena (Foto: Marina Pacheco)

Candidatos de concurso para formação de cadastro reserva do Conselho Regional de Nutricionistas – 3ª Região (SP em MS) chegaram atrasados para a prova esta manhã, em Campo Grande. Eles alegam que houve erro da organização. São pelo menos 17 pessoas que estão na frente do portão da Facsul, na Avenida Afonso Pena, local da prova na Capital.

O concurso é para cinco vagas de nutricionista para contratação imediata e, o restante, para formação de cadastro reserva para cargos de nutricionista, advogado, assistente técnico, secretário e operador de call center em Campinas, Bauru, São Paulo, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Sorocaba, Santos e Campo Grande.

Os candidatos que perderam a hora dizem que impriram a ficha com data, horário e local até 26 de abril, em que constava início às 9h e “horário local”. Todos entenderam que se tratava do horário de MS. Porém, hoje descobriram que, quem imprimiu depois desta data já constava a informação de que se tratava de “horário de Brasília”, ou seja, 8h.

A nutricionista Bruna Ramos saiu 6h30 de Dois Irmãos do Buriti para a prova. “Eles tinham que ter feito um edital de retificação, se já imprimi com as informações, porque iria pensar em imprimir de novo?”.

Kelly de Almeida veio do Rio de Janeiro para o concurso em Campo Grande e reclama da falta de informação. “Ninguém saiu para dar explicação, queremos recurso para participar, gastamos com passagem”, disse.

No local, ninguém foi encontrado para falar do problema. A reportagem ligou para a sede do CRN em Campo Grande, mas não obteve retorno.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions