A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/04/2012 12:01

Cortiço usado por dependentes sempre tem crianças, dizem vizinhos

Viviane Oliveira

Após criança de 3 anos ser achada em casa, Polícia diz que é preciso ação mais complexa para combater problemas

Cortiço que usuários usam para vender e consumir drogas. (Fotos: Pedro Peralta)Cortiço que usuários usam para vender e consumir drogas. (Fotos: Pedro Peralta)

Moradores da rua dos Barbosas, afirmam que é constante a presença de crianças na boca de fumo que foi estourada no final da tarde de ontem (25), no bairro Amambaí, em Campo Grande. Ao entrar no cortiço, que segundo os moradores é um ponto de drogas, policiais civis encontraram um menino de três anos, que estava junto com o pai enquanto ele consumia pasta-base de cocaína.

Na manhã de hoje a reportagem do Campo Grande News esteve no local, onde a movimentação de dependentes químicos continua intensa. Na vizinhança, os moradores tem receio de falar, outros que aceitaram conversar com a reportagem pediram para não ser identificados.

Uma mulher de 44 anos, vizinha do cortiço, afirma que não é surpresa crianças no local. “A gente vê criança de colo entrando aí com as mães. Fico morrendo de dó, mas fazer o que? Eu faço a minha parte chamando a Polícia", afirma.

A moradora relata que o movimento no local é constante. Ela ainda aponta outro cortiço na rua, que também é usado por dependentes químicos. “Eles alugam as casas para usarem e comercializar a droga”, destaca.

Outro vizinho que mora na região há 35 anos conta que essas pessoas que ficam nos faróis pedindo dinheiro cuidando de carro, inclusive adolescentes, alugam o imóvel para consumir droga. “À noite a movimentação é maior de carros, motos, gente entrando e saindo".

Ontem quatro pessoas foram detidas no cortiço. Ontem quatro pessoas foram detidas no cortiço.
O menino está em um abrigo. O menino está em um abrigo.

O delegado da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Marco Antônio Balsanini, disse que é comum este tipo de situação entre usuários de drogas.

Ele cita o exemplo da "Casa Rosa", ponto antigo de venda de drogas e esconderijo de bandidos – na rua Vasconcelos Fernandes, próximo ao prédio onde durante décadas funcionou a rodoviária de Campo Grande. “Esta convivência entre usuários é muito comum. Eles repartirem a droga quando o outro não tem”, relata.

Para o delegado, acabar com esses pontos de droga não cabe apenas à Polícia e sim ao Poder Público, com ações nas áreas de saúde e educação.

“Falta fiscalização. Hoje não se fala mais em repressão. O trabalho da Polícia é paliativo, nós apreendemos o usuário de droga, para identificar o fornecedor, que na maioria das vezes o dependente químico não revela".

Apreensão - Ao estourar a boca de fumo no final da tarde desta quarta-feira (25), policiais civis encontraram um menino de três anos, que estava junto com o pai, Adailton Barros das Neves, 20 anos.

Segundo Adailton estava fumando há três dias sem parar e sem dormir. Porém, ele contou que quando a criança chegou, ele parou de fumar e começou a embalar o entorpecente.

Adailton disse que o filho mora com os pais dele, que haviam deixado o garoto no local na tarde hoje. O garoto foi encaminhado a um abrigo de Campo Grande. A conselheira Anna Caroline Kalache informou que nesta manhã havia entrado em contato com a família, porém ainda não tinha um desfecho para a situação da criança.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Ô Polícia, vcs mesmos afirmam na reportagem que as pessoas estão LÄ usando E TRAFICANDO!Então, é flagrante que, mesmo descriminalizado o usuário, estando TRAFICANDO ele é criminoso e sobre ele a força da lei, oras.Ademais, prender por uns minutos e fazer interrogatório sob efeito da droga, dá nada não mesmo!Fica com ele/ela até a fase da abstinência, fica!vão pedir droga e vc Plícia pede o endereç
 
rose mara ribeiro brandão em 27/04/2012 09:32:07
Pai, hoje você quem erra diante do teu filho, amanhã talvez ele continue neste mesmo erro porque você o ensinou. Espero que essa criança tenha uma boa educação e que seja amparado por pessoas que acreditem no seu Futuro. Senhor, peço que ampare esta criança em seus braços e não deixe o ser mais um... perdido entre tantos que encontramos por culpa de nós mesmos.
 
Regiane Campos em 26/04/2012 04:59:38
Que Deus ilumine o caminho dessa criança. Como podemos cobrar um futuro melhor aos nossos filhos se seus próprios pais dão maus exemplos. Como saber se essa criança terá uma boa indole se ja tem passado por diversas provações em sua infancia, e que infancia? Que Deus conceda a esta criança um Lar aconchegante, fraterno, religioso..., onde haja respeito acima de tudo.
 
Regiane Campos em 26/04/2012 04:52:48
E olha que às vezes eu penso que não sou um bom pai...
 
Cauê Fava em 26/04/2012 01:11:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions