ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Ex-vereador envolvido em escândalo de exploração sexual ficará no semiaberto

A advogada de Robson Martins ainda diz que entrará ainda essa semana com habeas corpus no STJ

Por Nyelder Rodrigues | 27/11/2020 06:26
Robson Martins à época das denúncias, em 2015, ao lado do seu então advogado no caso, José Roberto Rosa (Foto: Antônio Marques/Arquivo)
Robson Martins à época das denúncias, em 2015, ao lado do seu então advogado no caso, José Roberto Rosa (Foto: Antônio Marques/Arquivo)

Condenado a cumprir oito anos e seis meses de prisão pelo crime de extorsão no caso em que o ex-vereador já falecido Alceu Bueno e o ex-deputado estadual Sérgio Assis foram acusados de exploração sexual, o também ex-vereador Robson Martins, que respondia em liberdade, deverá iniciar a cumprir a pena em regime semiaberto.

De acordo com a edição de quinta-feira (26) do Diário da Justiça, o juiz da 7ª Vara Criminal de Competência Especial determinou que o mandado de prisão de Martins fosse expedido, por já constar como transitado em julgado a questão.

Contudo, a advogada do ex-vereador, Eleudi Narciso, em contato com a reportagem, revelou que entrou com um pedido de revisão criminal e, por ora, conseguiu reverter a prisão, que deveria começar em regime fechado, em regime semiaberto. A primeira decisão é de segunda-feira (23), enquanto a liminar é de quarta-feira (25).

A medida é válida enquanto a revisão criminal estiver sendo avaliada pela Justiça. Além disso, Eleudi destaca que vai tentar nova decisão no STJ (Superior Tribunal de Justiça) para que Martins aguarde a revisão em liberdade.

O escândalo - Robson Martins foi preso em flagrante em 2015 por extorsão contra Alceu Bueno, então vereador que era vítima de chantagem após se relacionar sexualmente com adolescentes - no caso, as pessoas que indicaram a jovem para o parlamentar municipal foram as que passaram a extorqui-lo.

Bueno foi procurar ajuda com Martins, que em outra oportunidade, também teria passado pela mesmo a situação. Contudo, após contar a história em busca de ajuda, Alceu teria sido alvo de extorsão de Robson, conforme constava na denúncia.

Assim como Robson Martins, denunciado por exploração sexual infantil em 2013, Bueno renunciou ao mandato de vereador. Porém, alguns anos depois, Alceu Bueno foi morto e encontrado carbonizado no Jardim Veraneio.

Além de Robson Martins, Alceu Bueno e Sérgio Assis, também foram citados no processo Fabiano Viana Otero e Luciano Roberto Pageu, que seriam os exploradores das menores de 18 anos. Por envolver adolescentes, o processo segue em segredo de Justiça.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário