ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 12º

Capital

Desativado há 30 anos, Teatro do Paço ganha reforma de 701 mil

Edital de licitação foi lançado hoje e prevê reforma de R$ 701 mil para teatro com capacidade para 150 pessoas

Por Silvia Frias | 29/04/2020 14:19
Teatro do Paço chegou a ser usado como central da prefeitura, até fechar de vez (Foto/Divulgação)
Teatro do Paço chegou a ser usado como central da prefeitura, até fechar de vez (Foto/Divulgação)

Desativado como espaço cultural há quase 30 anos, o Teatro José Octávio Guizzo do Paço Municipal de Campo Grande deve entrar em reforma com previsão de ser reinaugurado até dezembro deste ano. A licitação para apresentação de propostas foi divulgada hoje no Diogrande e será aberta no dia 3 de junho, para escolha da empresa que fará a obra, orçada em R$ 701 mil.

Pelo projeto, a obra prevê a troca das instalações elétrica e hidráulica, troca de piso com novo revestimento e acabamento, colocação de forro, rampas de acesso, troca de poltronas e adequação e modernização cênicas, como placa acústica e de luminárias específicas.

Hoje, virou depósito (Foto/Divulgação)
Hoje, virou depósito (Foto/Divulgação)

A assessoria da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) explicou que a obra não é reforma completa, mas adequação para garantir acessibilidade e segurança. O espaço do teatro de bolso terá capacidade para 150 espectadores e, pelo edital, deve ficar pronto em 210 dias, a partir da assinatura de contrato.

O secretário Municipal de Turismo, Max Freitas, disse que a verba já estava garantida por meio de emenda parlamentar do então deputado federal Luiz Henrique Mandetta, dada em 2018.

De lá para cá, o projeto foi readequado para que pudesse ser feito dentro dos recursos previstos, até que foi aprovado pela CEF (Caixa Econômica Federal) no fim de 2019. Freitas desconhece o motivo do edital não ter sido aberto anteriormente, mas que agora não há qualquer impedimento burocrático e a obra pode ser executada.

Obra prevê troca de pisto e teto (Foto/Divulgação)
Obra prevê troca de pisto e teto (Foto/Divulgação)

“É projeto importante para Campo Grande, que hoje não tem teatro público disponível”. Freitas disse que o prazo de 210 dias deve levar em conta o prazo de tramitação da licitação e, por isso, acredita que a obra pode se estender até dezembro, sendo inaugurada no fim do ano.

O projeto do prédio da Prefeitura Municipal, incluindo o do Teatro do Paço, foi feito pelo arquiteto Círiaco Maymone, que também foi projetista do Estádio Morenão.

Com a inauguração de teatros maiores, como Aracy Balabanian ou o do Sesc, caiu em desuso e durante tempo, chegou a ser usado como central de atendimento ao cidadão ou para pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), serviço que foi transferido de lá. Desativo para as artes cênicas há 30 anos, fechou de vez há 10 anos, sendo usado como depósito.

Nos tempos áureos, em 1982, show com Guilherme Rondon, Tavinho Moura e Almir Sater (Foto: Roberto Higa)
Nos tempos áureos, em 1982, show com Guilherme Rondon, Tavinho Moura e Almir Sater (Foto: Roberto Higa)


Nos siga no Google Notícias