A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

09/01/2019 08:21

Discussão por cigarro termina com morte de vendedor ambulante

Crime aconteceu por volta das 2h desta quarta-feira (9), no cruzamento das avenidas Bandeirantes com Salgado Filho

Viviane Oliveira e Bruna Pasche
Cigarro no chão foi encontrado hoje de manhã no local onde ocorreu o crime (Foto: Henrique Kawaminami) Cigarro no chão foi encontrado hoje de manhã no local onde ocorreu o crime (Foto: Henrique Kawaminami)
Manchas de sangue ficaram pelo asfalto (Foto: Henrique Kawaminami) Manchas de sangue ficaram pelo asfalto (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma discussão por cigarro terminou com a morte do vendedor ambulante Hugo Fernando de Souza Silva, 33 anos. O caso aconteceu por volta das 2h desta quarta-feira (9), na Praça Portal de Ferro, localizada no cruzamento das avenidas Bandeirantes com Salgado Filho, no Bairro Amambaí, em Campo Grande. O principal suspeito pelo crime é um morador de rua. Ele ainda não foi identificado.

Conforme o delegado Antônio Ribas, Hugo e a mulher também de 33 anos vendedores de CDs e DVDs estavam no local, próximo a um trailer, quando o morador de rua abordou a vítima e pediu cigarro. Hugo teria negado. O suspeito, então, foi até onde um grupo de trabalhadores da Solurb descansavam, ficou ali por um tempo conversando e depois voltou para falar com Hugo.

Os dois acabaram discutindo até que o suspeito atingiu a vítima com uma facada no lado esquerdo do peito. Hugo chegou a dar alguns passos e caiu ao chão. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas nada pôde fazer. A vítima morreu no local. Gestante, a mulher de Hugo ficou em estado de choque e precisou de atendimento médico. Ela ainda não foi ouvida na delegacia. “Não sabemos o teor da conversa que terminou com a morte da vítima, mas provavelmente foi por causa de cigarro”, diz o delegado.

Como na região há vários comércios com câmeras de segurança, a polícia procura por imagens que podem ajudar a esclarecer o crime. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, mas será investigado pelo 1ª delegacia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions