A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/04/2013 18:14

Em cinco dias, chuvas já superam em 18% média histórica de abril

Edivaldo Bitencourt
Veículos enfrentam água na avenida Thyrson de Almeida (Foto: Vanderlei Aparecido)Veículos enfrentam água na avenida Thyrson de Almeida (Foto: Vanderlei Aparecido)

De 1º a 5 de abril deste ano, Campo Grande registrou 121,4 milímetros de chuvas, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). O volume já é 18% superior aos 105 mm previstos para todo o mês.

De acordo com o órgão, só nesta sexta-feira, as águas de abril somaram 68 milímetros. O volume já representa 64,7% da média histórica para o mês.

A chuva causou transtorno para os moradores da Capital, que enfrentaram ruas e avenidas alagadas em vários bairros. A enxurrada causa transtornos constantes aos motoristas na avenida Thyrson de Almeida (continuidade da avenida Ernesto Geisel), no sentido bairro-centro, na saída para Sidrolândia.

Até o prefeito Alcides Bernal (PP) teve problemas ontem de manhã. A garagem do Paço Municipal foi totalmente alagada e foi preciso a intervenção de operários para esvaziar o espaço, conforme fotos postadas no facebook pelo chefe do executivo municipal.

No bairro Izabel Garden, moradores tiveram as casas invadidas pela água barrenta. De acordo com o aposentado Vanderlei Ramos da Silva, de 42 anos, dono de uma cinco casas alagadas, o problema começou com a remoção de terra para nivelar o terreno onde será construído um residencial. A terra, depositada em montes, desce pela rua sem asfalto e invade as residências. “Não tenho mais paz. Agora é assim toda vez que chove”, reclama Vanderlei da Silva. Ele conta que a obra que provoca todo o transtorno começou há um mês.

“Ontem choveu bastante e fiquei até às dez horas da noite tirando o barro”, relata. O morador também teve que abrir buracos na parede dos quartos para escoar a água. Segundo ele, a maior preocupação é com a sua mãe, que usa cadeira de rodas



faz mais de vinte (20) anos que estamos vivendo esse desafeto com a natureza. Não vai ser agora que vamos achar um único culpado!!
A Solução é cada um fazer a sua parte. Os políticos tem que ser prestigiados pelas obras e os que não atuam devemos pressionar. Para corresponder ao cargo para o qual foi eleito.
 
Andre Mariani em 06/04/2013 04:13:12
Esse povo é fogo !!!!!!! Se esta com sol escaldante reclama que esta calor de+...Se chove reclama também....Não da pra entender o que este povo quer...
 
Pafôncio da Fonseca em 05/04/2013 20:38:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions