A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/06/2014 18:40

Em dia de jogo, clima de balada perde espaço e familiar domina em bares

Lidiane Kober e Filipe Prado
Em dia de jogo, clima de balada perde espaço e familiar domina em bares
Mesa de Rodrigo era uma das mais animadas do Park's (Foto: Cleber Gellio)Mesa de Rodrigo era uma das mais animadas do Park's (Foto: Cleber Gellio)

Em dia de jogo do Brasil, o clima de balada perdeu espaço e o ambiente familiar predominou em bares de Campo Grande. Muitos pais levaram os filhos para assistirem juntos a terceira partida da seleção na Copa do Mundo.

No Park's, o parque de diversões ajudou a atrair as famílias. “Escolhi aqui porque o ambiente é agradável, bastante arborizado e também tem lugar para nossas crianças”, disse João Paulo Gomes, de 31 anos.

Ele foi ao bar com mais 20 amigos e a mesa deles era uma das mais animadas. “O Brasil está pegando leve na primeira fase, mas, na hora do mata-mata, vai para cima”, analisou.

Com o marido e o filho, de 7 anos, Paola Boteta, 38, também foi acompanhar o jogo no Park's. “Sempre frequentei o bar, principalmente, por causa do local para as crianças”, explicou. “Adoro a comida e o parquinho daqui”, comentou o menino.

Segundo o proprietário, Sílvio Nucci, 250 pessoas assistiram o jogo no local. Ele disponibilizou sete TVs e sistema de som especial, além de três monitoras para cuidar do parquinho.

Conhecido pelo clima de balada e paquera, o Bar da Budweiser, na Avenida Afonso Pena, também chamou a atenção pelo predomínio do ambiente familiar.

Adelita Freitas, de 32 anos, por exemplo, foi acompanhada do marido e das duas filhas, de 4 e 8 anos. “O lugar é bem tranquilo, sem bagunça, dá para trazer as crianças”, disse.

Rodrigo Oliveira, de 30 anos, foi com a mulher ao bar. “Hoje, meus amigos estavam meio parados, então resolvemos vir aqui. Gostei muito, no próximo jogo, vamos chamar os amigos para assistir juntos”, disse.

Para ele, o Neymar e Júlio César foram os melhores em campo. “Nas próximas fases, o Brasil vai sofrer, mas vai passar. Para isso, precisa trocar o Hulk e o Paulinho, eles não estão jogando nada”, comentou.

No Bar da Bud, a gerência espalhou pelo dois andares sete TVs e um telão. Nesta segunda-feira (23), 120 pessoas acompanharam o jogo no local.

Com as duas filhas e o marido, Adelita assistou o jogo em bar da Capital (Foto: Cleber Gellio)Com as duas filhas e o marido, Adelita assistou o jogo em bar da Capital (Foto: Cleber Gellio)
Parquinho atraiu famílias a bares de Campo Grande (Foto: Cleber Gellio)Parquinho atraiu famílias a bares de Campo Grande (Foto: Cleber Gellio)
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions