ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Em julho, visitas domiciliares vão investigar alimentação infantil em MS

Pesquisa do Ministério da Saúde e universidades será feita em todos os Estados e Distrito Federal

Por Cassia Modena | 23/04/2024 15:07
Arroz e feijão em merenda oferecida a menina em escola de Campo Grande (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Arroz e feijão em merenda oferecida a menina em escola de Campo Grande (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Em julho deste ano, mães e outros cuidadores de crianças até 6 anos em Mato Grosso do Sul poderão receber pesquisadores em casa para responder a questões sobre alimentação infantil e aleitamento materno. A previsão foi divulgada em cronograma do Ministério da Saúde, que realiza a pesquisa em parceria com universidades.

Serão quatro cidades visitadas no Estado: Campo Grande, Corumbá, Dourados e Ponta Porã. A participação será voluntária. Em diferentes datas, pesquisadores estarão em outros municípios de todos os estados e também no Distrito Federal.

As perguntas serão sobre amamentação, se for o caso, e alimentos consumidos pela criança no dia anterior. Poderão ser medidos também o peso e altura ou comprimento das mães biológicas, crianças e bebês, para classificação do estado nutricional conforme padrão da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Após um primeiro encontro, poderá ser agendada com a família uma nova visita para a coleta de sangue de mães biológicas e crianças a partir de 6 meses, para realização de hemograma completo e análise de marcadores de deficiência de vitaminas e minerais. Se houver necessidade, a família será encaminhada ao posto de saúde para acompanhamento. As amostras de sangue vão compor um biorrepositório e poderão permitir futuras análises complementares.

Enani - O nome da pesquisa é Enani (Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil). O trabalho vai embasar sua segunda edição no Brasil. Um dos objetivos é conhecer o cenário alimentar e nutricional das crianças brasileiras depois da pandemia de covid-19, para formular políticas públicas.

O estudo também vai avaliar a disponibilidade, qualidade, variedade de frutas e hortaliças e alimentos ultraprocessados disponíveis na vizinhança das famílias visitadas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias