A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

23/06/2011 19:33

Emoção e despedida de Dom Vitório marcam celebração de Corpus Christi

Paulo Fernandes e Paula Maciulevícius
Dom Vitório celebra sua última missa; ele se despede do ofício de arcebispo aos 75 anos (Foto: Pedro Peralta)Dom Vitório celebra sua última missa; ele se despede do ofício de arcebispo aos 75 anos (Foto: Pedro Peralta)

A missa de Corpus Christi no centro de Campo Grande foi marcada pela emoção da despedida do arcebispo de Campo Grande, Dom Vitório Pavanello. Foi a última missa celebrada por ele.

Dom Vitório pediu a renúncia e se despede do ofício aos 75 anos, após 25 anos à frente da arquidiocese.

A celebração foi na avenida Mato Grosso, entre as ruas 14 de Julho e 13 de Maio. Uma multidão compareceu ao local.

O Frei João Francisco Neto, de 27 anos, da Paróquia São Francisco de Assis, veio assistir a última missa de Dom Vitório. “Ele vai fazer muita falta, durante os 25 anos trabalhou e mostrou muita misericórdia”, afirmou.

Ele explica que a missa de Corpus Christi (expressão que vem do latim e significa Corpo de Cristo) é um momento muito importante da fé católica. “É uma oportunidade de trabalhar a espiritualidade e o amor, é uma celebração que envolve todas as pessoas”.

A festa de Corpus Christi celebra o mistério da Eucaristia - o sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo. Durante a última ceia, Jesus mandou que celebrassem sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu Corpo e Sangue. A festa é realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade.

A estudante Renata Milani, da Paróquia Nossa Senhora da Abadia, também achou a missa muito bonita. “É muito especial porque tem um poder muito grande”, afirmou. Ela ajudou a fazer o tapete usado na celebração, participou da missa e seguiria na procissão. “É importante completar o ciclo”, acrecenta.

Gerente de uma agência bancária, Maristela Mallmann Bremm, assistiu a celebração ao lado do marido e da filha, de 14 anos. “É uma tradição da família vir assistir a missa e participar da procissão de Corpus Christi, mas dessa vez temos um motivo especial, a despedida de Dom Vitório”, conta.

Vitório Pavanello recebeu agradecimentos especiais e ganhou de presente da Arquidiocese uma rede de dormir e um livro. É que agora, ele terá o merecido descanso, segundo os fiéis.

O arcebispo completou 75 anos no dia 20 de janeiro deste ano. O Código de Direito Canônico pede que o bispo diocesano, ao completar 75 anos, solicite ao Papa a renúncia do ofício de arcebispo diocesano.

Ele será substituído por Dom Dimas Lara Barbosa, bispo auxiliar do Rio de Janeiro e Secretário da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Uma multidão acompanhou as celebrações católicas no centro de Campo Grande (Foto: Pedro Peralta)Uma multidão acompanhou as celebrações católicas no centro de Campo Grande (Foto: Pedro Peralta)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions