A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/05/2015 18:41

Estado ampliará vagas no Vale Universidade com novo processo

Lúcio Borges

O governo do Estado anunciou que irá criar novas vagas para Vale Universidade de Mato Grosso do Sul, em uma edição inédita de inverno, pois o programa tinha etapa única e com inscrições no começo de cada ano, como já ocorreu este ano. A Sedhast (Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), responsável pelo programa já publicou hoje que haverá está mudança e novidade, mas irá lançar oficialmente “1ª Edição de Inverno do Programa” nesta terça-feira (19), disponibilizando novas vagas, a ser anunicada, redimensionando e aumentando o programa, que hoje atende 1.467 alunos em universidades e faculdades de todo o Estado.

A vice-governadora e titular da Sedhast, Rose Modesto, já revelou que o processo seletivo de inverno estará aberto entre os dias 3 de julho a 3 de agosto. No dia 5 de agosto, será divulgada a lista de pré-habilitados e entre os dias 10 a 13 de agosto, o acadêmico deve apresentar a documentação exigida. “Investir na formação acadêmica da nossa população é caminho mais curto para avançarmos enquanto sociedade. Este será um grande passo. Vamos ampliar a oferta de vagas anual, com dois processos seletivos para novos alunos em 2015. Abrimos as inscrições para o verão e agora abriremos também para o inverno”, afirma Rose.

O Programa Vale Universidade foi instituído como Lei em 2009, mas já existia em gestões anteriores, iniciada pelo então governador, Zeca do PT . O objetivo maior é auxiliar os estudantes já matriculados em instituições do ensino superior que não possuem renda para custear as mensalidades. Em contrapartida o acadêmico deve dispor-se a estágio com 4 horas diárias, cinco dias na semana, em órgãos públicos e Ongs (Organização não governamental).

O governo do Estado custeia 70% do valor da mensalidade; 20% é de responsabilidade da instituição de ensino e 10% é a contrapartida para os alunos. Além de entidades privadas, o programa também atende acadêmicos de universidades públicas com repasse de valor para despesas do estudante. O valor é calculado pela média da mensalidade do curso em outras universidades.

Processo

Em 2015, durante o Processo Seletivo de Verão, o Programa Vale Universidade bateu recorde de inscrições: recebeu 3.460 enquanto no ano anterior, houve 2.388 inscritos. “Percebemos que a demanda está muito grande e agora os estudantes também têm a informação de que existe o programa do governo do Estado”, descreveu a superintendente de Projetos Especiais da Sedhast, Gisele Niacini.

Além de abrir vagas para mais estudantes, outra saída encontrada pela nova gestão do Vale Universidade é a assinatura do Termo de Cooperação com o Ciee (Centro de Integração Empresa-Escola) que vai funcionar como banco de vagas para aqueles acadêmicos que não conseguiram o benefício por meio do cruzamento de informações dessa lista de nomes com oportunidades de trabalho.

Para candidatar-se ao Vale Universidade, o acadêmico deve estar matriculado em instituição de ensino no Estado que tenha convênio com o programa. Em MS, a grande maioria das instituições está conveniada com exceção dos cursos à distância.

O aluno deve ter renda individual máxima de R$ 1.448,00 enquanto a familiar não pode ultrapassar R$ 2.896,00. A lista de documentos será disponibilizada em edital nos dias apontados para inscrição no site: www.sedhast.ms.gov.br.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions