ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Estado ampliará vagas no Vale Universidade com novo processo

Lúcio Borges | 18/05/2015 18:41

O governo do Estado anunciou que irá criar novas vagas para Vale Universidade de Mato Grosso do Sul, em uma edição inédita de inverno, pois o programa tinha etapa única e com inscrições no começo de cada ano, como já ocorreu este ano. A Sedhast (Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), responsável pelo programa já publicou hoje que haverá está mudança e novidade, mas irá lançar oficialmente “1ª Edição de Inverno do Programa” nesta terça-feira (19), disponibilizando novas vagas, a ser anunicada, redimensionando e aumentando o programa, que hoje atende 1.467 alunos em universidades e faculdades de todo o Estado.

A vice-governadora e titular da Sedhast, Rose Modesto, já revelou que o processo seletivo de inverno estará aberto entre os dias 3 de julho a 3 de agosto. No dia 5 de agosto, será divulgada a lista de pré-habilitados e entre os dias 10 a 13 de agosto, o acadêmico deve apresentar a documentação exigida. “Investir na formação acadêmica da nossa população é caminho mais curto para avançarmos enquanto sociedade. Este será um grande passo. Vamos ampliar a oferta de vagas anual, com dois processos seletivos para novos alunos em 2015. Abrimos as inscrições para o verão e agora abriremos também para o inverno”, afirma Rose.

O Programa Vale Universidade foi instituído como Lei em 2009, mas já existia em gestões anteriores, iniciada pelo então governador, Zeca do PT . O objetivo maior é auxiliar os estudantes já matriculados em instituições do ensino superior que não possuem renda para custear as mensalidades. Em contrapartida o acadêmico deve dispor-se a estágio com 4 horas diárias, cinco dias na semana, em órgãos públicos e Ongs (Organização não governamental).

O governo do Estado custeia 70% do valor da mensalidade; 20% é de responsabilidade da instituição de ensino e 10% é a contrapartida para os alunos. Além de entidades privadas, o programa também atende acadêmicos de universidades públicas com repasse de valor para despesas do estudante. O valor é calculado pela média da mensalidade do curso em outras universidades.

Processo

Em 2015, durante o Processo Seletivo de Verão, o Programa Vale Universidade bateu recorde de inscrições: recebeu 3.460 enquanto no ano anterior, houve 2.388 inscritos. “Percebemos que a demanda está muito grande e agora os estudantes também têm a informação de que existe o programa do governo do Estado”, descreveu a superintendente de Projetos Especiais da Sedhast, Gisele Niacini.

Além de abrir vagas para mais estudantes, outra saída encontrada pela nova gestão do Vale Universidade é a assinatura do Termo de Cooperação com o Ciee (Centro de Integração Empresa-Escola) que vai funcionar como banco de vagas para aqueles acadêmicos que não conseguiram o benefício por meio do cruzamento de informações dessa lista de nomes com oportunidades de trabalho.

Para candidatar-se ao Vale Universidade, o acadêmico deve estar matriculado em instituição de ensino no Estado que tenha convênio com o programa. Em MS, a grande maioria das instituições está conveniada com exceção dos cursos à distância.

O aluno deve ter renda individual máxima de R$ 1.448,00 enquanto a familiar não pode ultrapassar R$ 2.896,00. A lista de documentos será disponibilizada em edital nos dias apontados para inscrição no site: www.sedhast.ms.gov.br.

Nos siga no Google Notícias