ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Empreendedorismo em aldeias vai ajudar famílias indígenas, diz subsecretário

Governador assinou termo de parceria com Sebrae nacional e de MS para oferecer cursos aos povos originários

Por Natália Olliver | 12/04/2024 15:52
Subsecretário de Estado de Políticas Públicas para os Povos Originários (Foto: Elias Reis)
Subsecretário de Estado de Políticas Públicas para os Povos Originários (Foto: Elias Reis)

Fernando Souza, da etnia terena, subsecretário de Estado de Políticas Públicas para os Povos Originários, disse que ação de empreendedorismo para as comunidades indígenas vai transformar realidades sociais nas aldeias e ajudar famílias. A fala foi feita durante o evento para assinatura do termo de cooperação com o Sebrae nacional e Sebrae/MS para levar cursos de empreendedorismo aos povos originários, nesta sexta-feira (12).

O subsecretária afirma que o empreendedorismo já está presente, de maneira tímida, no dia a dia de parte das comunidades e que, por isso, as capacitações serão bem-vindas para expandir os negócios e profissionalizar as pessoas.

“É uma parceria que vai transformar a realidade social dentro dos territórios indígenas, porque traz não só o empoderamento dessas pessoas, mas também aperfeiçoa os trabalhos, seja na área da Arte, da Cultura e nas outras áreas do sistema de produção interna das nossas comunidades; consequentemente, transformando a realidade dessas famílias.”

Conforme o último Censo do IBGE, (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), são 116 mil indígenas no Estado e terceiro estado com maior população indígena no país. Representantes de cinco etnias estiveram presentes na solenidade. O documento foi assinado em Campo Grande e terá vigência de um ano, podendo ser prorrogado.

Mulheres indígenas, de aldeias e terras indígenas diferentes, unidas em dança feminina do povo terena (Foto: Divulgação/Conselho Terena)
Mulheres indígenas, de aldeias e terras indígenas diferentes, unidas em dança feminina do povo terena (Foto: Divulgação/Conselho Terena)

A parceria entre os Estado e Sebrae, contempla capacitações, ações de acesso ao mercado e com o comportamento do empreendedor. Entre os exemplos de iniciativas para apoiar o desenvolvimento do empreendedorismo nas comunidades indígenas está o curso Empretec, voltado a um grupo de 30 mulheres artesãs, na aldeia Ofaié, em Brasilândia, município a 364 quilômetros da Capital. O curso teve início no dia 8 de abril e segue até sábado (13).

Agora, Mato Grosso do Sul é o 1° estado a oferecer programa Empretec Indígena para Mulheres. Eduardo Riedel ressaltou que a ação é uma oportunidade, uma alternativa que dará mais oportunidades para os indígenas. “O Estado tem obrigação de fazer valer a política pública e a participação dessas pessoas no seu bem-estar, a partir das suas próprias visões, interesses e oportunidades. Temos no Sebrae um parceiro prioritário desse processo”.

Governador, subsecretário, cacique da aldeia Ofaié, Cláudio Mendonça e José Carlos Barbosa (Foto: Izabela Cavalcanti)
Governador, subsecretário, cacique da aldeia Ofaié, Cláudio Mendonça e José Carlos Barbosa (Foto: Izabela Cavalcanti)

O município já recebeu outras edições do curso para a população por meio do programa Cidade Empreendedora, iniciativa do Sebrae/MS em parceria com as prefeituras. Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional, estava presente durante a assinatura do termo.

“Aqui há uma diferença muito especial, por isso o Sebrae Nacional está em Mato Grosso do Sul. Todos sabemos que o conceito da sustentabilidade, dentro do processo econômico, permite renda, permite acesso à dignidade para os povos indígenas. Estamos modificando a vida das pessoas para dar dignidade pelo empreendedorismo”.

Segundo o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, outras ações estão em andamento em Mato Grosso do Sul, como curso para mais de 40 mulheres na aldeia Jaguapiru, em Dourados. O objetivo é a inclusão produtiva das pessoas por meio do empreendedorismo.

“O Empretec é um programa desenvolvido há mais de 30 anos, e quem detém essa metodologia hoje no Brasil é o Sebrae. Essa é uma das ferramentas que nós vamos trabalhar com as comunidades indígenas, expandindo para várias comunidades junto com o Governo de Estado, por meio desse termo.”

Ele explica que para levar os cursos às aldeias foi realizado um levantamento e escuta sobre a realidade dos municípios.

 “Nós fizemos um trabalho de escuta em cada território. Dos 79 municípios do estado, 36 têm comunidades indígenas. Ouvimos as necessidades para construir uma metodologia adaptada para a realidade das comunidades indígenas, respeitando toda a sua diversidade cultural, a ancestralidade e seus saberes”.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias