ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Ex-moradores de rua abrigados durante a pandemia são encaminhados para emprego

Programa Funsat Itinerante esteve em quatro escolas usadas como abrigos esta semana fazendo atendimentos

Por Lucia Morel | 25/09/2020 17:18
Ação aconteceu em quatro pontos de abrigo durante essa semana. (Foto: Divulgação Prefeitura)
Ação aconteceu em quatro pontos de abrigo durante essa semana. (Foto: Divulgação Prefeitura)

Algumas das pessoas que estão abrigadas em escolas adaptadas pela Prefeitura de Campo Grande durante a pandemia foram encaminhadas ao mercado de trabalho. No programa Ação Funsat Itinerante, foram 51 atendimentos aos imigrantes e a quem estava em situação de rua antes de ser acolhido nesta semana.

Um dos beneficiados foi José Luiz Flores Echeverria, de 20 anos. Segundo a prefeitura, ele conseguiu duas cartas de encaminhamento de emprego. “Sou independente desde os 14 anos, e por causa da pandemia fiquei sem emprego, e com dois aluguéis atrasados. Esse projeto chegou em boa hora, não só para mim, como para muitos que estão aqui”, afirmou.

Giliarde Mion Santana também deve conseguir voltar ao mercado e conta que faz dois meses e duas semanas que está no abrigo. Desde então, ele regularizou sua documentação, como RG, Reservista e CPF, além de encaminhamento a emprego.

José Luiz, 20 anos, recebeu duas cartas de encaminhamento. (Foto: Divulgação Prefeitura)
José Luiz, 20 anos, recebeu duas cartas de encaminhamento. (Foto: Divulgação Prefeitura)

“Agora vou conseguir sacar o FGTS. Além disso, já estão me encaminhando para um emprego de repositor de supermercados, que é minha área de serviço. Estou há dois anos desempregado”, relatou, contente, lembrando que devido a falta de recursos, morou algum tempo na rua antes de ir para o abrigo.

O encaminhamento, no entanto, é apenas um dos serviços oferecidos durante a ação. O pintor Leandro Alves Arcanjo, de 32 anos, por exemplo, conseguiu regularizar todos os documentos. “Agora com meus documentos em mãos e meu cadastro para vaga de emprego, pretendo trabalhar e pagar novamente um lugar para eu morar", diz.

A ação da é feita pela Funsat (Fundação Social do Trabalho) e pela SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) e oferece os serviços de cadastro de trabalhadores, encaminhamentos de vagas disponíveis, orientações sobre emissão de carteira de trabalho e habilitação do seguro-desemprego.

A Junta de Serviço Militar também está presente realizando atendimento referente aos documentos dos homens a partir dos 18 anos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário