A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

29/07/2017 11:28

Famílias desabrigadas após incêndio buscam ajuda para recomeçar

Amanda Bogo
Moradores fazem mutirão para limpar local onde ocorreu o acidente (Foto: Amanda Bogo)Moradores fazem mutirão para limpar local onde ocorreu o acidente (Foto: Amanda Bogo)

Um descuido e em poucos minutos, mais de vinte pessoas perderam suas moradias, roupas, documentos e demais bens materiais. O incêndio que aconteceu na madrugada deste sábado (29) e destruiu sete barracos na favela "Morro do Mandela", localizada na região norte de Campo Grande, deixou mais de vinte pessoas desabrigadas, e agora elas buscam ajuda para recomeçar.

A auxiliar de limpeza Cristiane Servin Franco, 36 anos, conta que estava dormindo e só percebeu o incêndio quando foi acordada pelo marido. Os dois tiveram tempo apenas de deixar o local enquanto viam o incêndio consumir todos os pertences que tinham. Henrique 

“Só ficamos com a roupa do corpo. Meu esposo tinha feito compra de comida e perdemos tudo. Tudo que trabalhamos, batalhamos para conseguir foi destruído pelo fogo”, desabafou.

Cerca de 300 pessoas moram no Morro do Mandela. A situação mobilizou parte dos moradores, que fazem um mutirão de limpeza na área incendiada para que novos barracos possam ser construídos em breve. “O pessoal da comunidade vai nos ajudar a constuir de novo, mas é difícil, estamos aqui porque não temos casa”.

A dona de casa Elaine da Silva, 20 anos, conta que a preocupação maior é com os dois filhos. Além do barraco em que morava com o marido e as crianças, uma de 2 anos e outra de 8 meses, ela perdeu leite, fraldas e roupas das crianças.

“Estou pedindo ajuda para todo mundo, não tenho condições de recomeçar. Falta tudo, mas o essencial são as coisas para as crianças”.

Elaine relata que botijões de gás explodiram, o que aumentou a proporção do incêndio, Os moradores precisaram destruir barracos vazios para que o fogo tomasse conta de todo o local.
Segundo ela, um morador de 28 anos, que é usuário de drogas, seria o responsável.

“Ele estava fumando e deixou fogo cair no colchão, e para piorar tinha uma vela. Quando começou a queimar, ele fugiu. Essa é a segunda vez que ele coloca fogo aqui, mas na primeira conseguimos controlar”.

Quem quiser contribuir pode entrar em contato com algum dos moradores pelos telefones (67) 99222-9654 e (67)99244-1193.

Incêndio - O Corpo de Bombeiros informou que o incêndio começou com uma vela em um dos barracos. Foram necessários sete mil litros de água, duas equipes e 1h34 de trabalhos para conter as chamas, que se espalhavam rapidamente. 

Jornalista e servidor da prefeitura são denunciados por extorsão
O jornalista Acir Miller de Oliveira, 40 anos, e o servidor da prefeitura de Campo Grande Elenilton Dutra de Andrade, 50 anos, foram denunciados pelo...
Agetran interdita ruas no domingo na Capital para receber obras
Duas ruas serão interditadas em Campo Grande neste domingo, 24, para a execução de obras, anunciou a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trâns...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions