A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/12/2012 09:15

Funcionários param e Enersul alega intervenção para não dar reajuste

Aline dos Santos e Mariana Lopes
Enersul está sob intervenção desde agosto. (Foto: Simão Nogueira)Enersul está sob intervenção desde agosto. (Foto: Simão Nogueira)

Em assembleia realizada nesta sexta-feira, funcionários da Enersul decidiram cruzar os braços. Eles estão concentrados em frente da sede da empresa, em Campo Grande, desde as 6h30. O grupo impede a entrada dos veículos, que foram estacionados ao longo da avenida Gury Marques, na saída para São Paulo. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) está no local, pois uma das três faixas da avenida é ocupada por carros da empresa.

A paralisação pretende forçar a direção da Enersul – que está sob intervenção – a negociar. Presidente do Sinergia/MS (Sindicato dos Eletricitários), Élvio Vargas relata que o estopim foi uma reunião realizada ontem.

“Pleiteamos 7% de reajuste. Considerando que no ano passado a Enersul teve lucro de R$ 151 milhões. Mas a reunião não durou nem dez minutos. A diretoria não quis analisar a proposta. Essa manifestação é em resposta ao descaso”, afirma.

Os funcionários levaram faixas de protesto e um carro de som, que repetia o refrão “Onde está dinheiro, o gato comeu”. A CUT (Central Única dos Trabalhadores) também participa da mobilização. A paralisação foi aprovada por unanimidade. “A empresa tem conseguido vários prêmios de mérito. O mínimo que pode fazer é valorizar os funcionários”, afirma o assistente técnico Ezequiel de Oliveira Lemos. A mobilização também acontece em Dourados.

A assessoria de imprensa da Enersul informou que foi proposta a reposição do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que está em 5,99%. Ainda segundo a assessoria, a direção não pode mexer no patrimônio da empresa, portanto, não pode dar reajuste acima da inflação.

A intervanção no Grupo Rede, dono da Enersul e outras sete empresas, foi determinada em agosto pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A Enersul atende 73 municípios e 845,3 mil unidades consumidoras em Mato Grosso do Sul.



Roberto, procure se informar sobre oque é a intervenção pra não fica falando besteira... e Se vc num que pagar conta de energia cara, aprender a economizar!!! mas duvido que passa uma noite nesse calor sem o Ar ligado, vc num que ne?!?!
 
Higor Santos em 14/12/2012 16:30:14
Todos que trabalham, tem o direito de receber salario justo, agora quem não conhece o processo de perto não pode ficar falando esse tipo de coisa Sr. Roberto Medeiros
 
Marcos Zagonnel em 14/12/2012 16:28:15
intervenção do que? cobram valores exorbitantes na nossas contas e alegam isso? uma palhaçada essa enersul de campo grande.
 
roberto medeiros em 14/12/2012 11:48:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions