A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/01/2011 10:59

Homem tentava extorquir empresário para pagar dívidas

Nadyenka Castro e Ana Maria Assis

Ele inventou que tinha sido contratado para matar

Ananias inventou ser pistoleiro para receber dinheiro e pagar dívidas. (Foto: João Garrigó/Reprodução)Ananias inventou ser pistoleiro para receber dinheiro e pagar dívidas. (Foto: João Garrigó/Reprodução)

Preso em flagrante ontem, Ananias da Silva Neto, de 34 anos, tentava extorquir um dono de garagem de veículos, em Campo Grande, para conseguir dinheiro para pagar dívidas.

De acordo com o delegado Rodrigo Yassaka, do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), o técnico de enfermagem inventou que havia sido contratado para matar o empresário.

Segundo o delegado, o garagista começou a receber telefonemas de Ananias na terça-feira. Ele dizia que havia sido contratado por R$ 100 mil para matar o empresário ou alguém da família dele, mas não faria o serviço se recebesse R$ 50 mil.

O autor falava à vítima nomes dos familiares, características deles e também da casa e da loja do empresário. Em uma das ligações descreveu até a roupa que o garagista usava no dia anterior, demonstrando que conhecia a rotina.

Diante da situação, a vítima ficou assustada, começou a levantar o montante e pediu que o autor ligasse somente no celular. Com isso conseguiu identificar os números de telefone e procurou o Garras, sendo orientado a não fazer o pagamento.

Os policiais identificaram que Ananias ligava sempre de telefones públicos. Na manhã de ontem, quando ligou novamente para o empresário, foi identificado o local em que estava e 10 policiais foram para o local, prendendo-o enquanto falava com a vítima.

Conforme o Garras, Ananias não tinha intenção de matar o garagista. Ele queria dinheiro para pagar dívidas. O empresário havia conseguido baixar de R$ 50 para R$ 35 mil o montante.

Ananias conhecia o empresário porque é ex-namorado da irmã do genro dele e freqüentava eventos na família. Ele trabalhava no Hospital Regional e não tem passagem pela Polícia. Ele não quis falar com a imprensa. “Não tenho nada a declarar. Já tenho advogado para me defender”, disse.

Garras prende homem que tentou extorquir empresário em R$ 50 mil
Bandido deu detalhes da rotina e mentiu que foi contratado para matar empresárioO Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequest...
Em MS, chance de ser morta é 34% maior para mulheres negras
Mulheres negras de 15 a 29 anos correm 34% mais risco de serem assassinadas que mulheres brancas, na mesma faixa etária, em Mato Grosso do Sul. O dad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions