A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/04/2011 16:30

Homem é preso após matar gestante a facadas e roubar R$ 20

Nadyenka Castro

Ele tem várias passagens pela Polícia

João Leite Batista, 36 anos, foi preso no fim da manhã desta quinta-feira após matar a facadas a gestante Vanessa Silva Souza, 22 anos, e roubar dela R$ 20. O latrocínio aconteceu pouco depois das 9 horas, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

Testemunhas relataram à Polícia Civil que Vanessa saiu de casa para pegar gelo em outra residência e ir ao mercado. João saiu atrás dela e a abordou na rua Senador Vergueiro.

O autor pediu dinheiro à vítima e os dois discutiram brevemente. Cada um seguiu para o lado, mas Jorge retornou ao ponto onde estava, chamou a jovem pelo nome e desferiu os golpes de faca.

Após ferir Vanessa, ele pegou R$ 20 que estavam com ela e fugiu. Uma outra pessoa tirou de João a cédula e a entregou à testemunha principal. A nota foi apreendida pela Polícia para ser periciada.

Vanessa estava gestante de dois meses. João foi preso por policiais civis e militares em uma residência do mesmo bairro, confessou o crime e entregou a faca utilizada, que ele havia escondido sob bananeiras.

Ficha suja- João é reincidente na prática de crimes. Ele tem passagens por vias de fato, furto, receptação e violência doméstica contra uma mulher de 36 anos que é mãe de cinco filhos dele.

Ele denunciou à Polícia que foi ameaçada de morte por João, o qual também é apontado como autor de estupro.

Em maio do ano passado João tentou suicídio e em outubro de 1998 matou a facada Antônio José Ramos, no bairro Tiradentes. O júri popular o absolveu do crime, por ter agido em legítima defesa.

Ele é usuário de drogas, assim como Vanessa era. Ela tinha passagens por furto e lesão corporal e também tinha sido vítima de violência doméstica, a qual não foi praticada por João.



É mais um fato lamentável, a culpa de todas essas barbaridades são quem fazem as leis, ou as renova. Não aprovam leis rigorosas por que eles próprios podem sofrer posteriormente, a aplicabilidade delas. Seria o mesmo que aconteceu na França, na idade média, o criador da grilhotina, as criou para resolver o problema da impunidade, porém, ele próprio foi a última pessoa a ser decaptada. Assim acontece aqui no Brazil, ainda bem que Deus é brasileiro,segundo diz os políticos analfabetos. Vamos convencer a sociedade de que, para ser político, tem que ser aprovado em concurso, e ter um diploma de nível superior em universidade com curso presencial, ufa... acho que tô falando muito. até mais.
 
Roberto Kaiowa em 29/04/2011 07:51:52
concordo plenamente que se fosse respeitada a unica e exclusiva lei que a de deus nada disso aconteceria pois a lei do homem e falha.isso quando a lei, o caso do rapaz que matou o padrasto e 1 mes depois e solto para cometer outro crime isso e uma vergonha" autoridades por favor''.
 
silvana meira simaos em 29/04/2011 07:50:57
Calma gente nem é assim...daqui uns dias o multirão carcerário vai dar liberdade a uns 900 mais ou menos , igual ou pior que esse... ahhhhhhhhhhhnossas leis!!!!
 
sandra lima em 28/04/2011 09:32:18
ISSO .........VAMOS PROMOVER MAIS UM MUTIRÃO CARCERÁRIO!!!!!!!!!
 
GILMAR CANDIDO em 28/04/2011 09:28:12
Nossa cada coisa que tem acontecido nesta cidade,só Deus mesmo para nos proteger de tantas pessoas maldosas...
 
Luciane Rodrigues Rezende em 28/04/2011 06:06:58
Este É O Nosso BR ASIL O Assassino Já Tinha Matado Um Outro Mas Simplesmente Absolveram Coitadinho ...Legítima Defesa Matou De Novo Uma Coitada Que A Família Chora Nesta Hora.assim é este País tem que matar 1,2,3 vezes pra ser preso ISTO É UMA VERGONHA PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA.
 
adriana da silva em 28/04/2011 05:12:02
É lamentavel os dias em que estamos vivendo, são crimes e crimes e a desculpa é foi em legitima defesa, isto aconteceu porque ele era usuario de drogas, ou porque não existe justiça neste mundo em que cada um procura os seus próprios interesses, eu diria que o problema maior é a falta de Deus nestes miseraveis, não adianta o homem criar leis quando a lei maior que é a de Deus não é respeitada, o ser humano por natureza não é bom, ainda mais distanciado do criador se torna cruel barbaro, e o que temos são noticias tristes em que o ser humano mata por matar, sem nemhum temor porque o amor não existe.
 
Jairo Borges em 28/04/2011 05:10:41
Pena de morte para crimes hediondos!
Quantos outros seres humanos esse monstro ainda precisa matar?
 
Carlos d'Amore em 28/04/2011 04:35:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions