A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

28/04/2011 18:30

Homem que matou gestante alega que foi ameaçado de morte pela vítima

Nadyenka Castro

Ele nega o roubo de R$ 20

O ajudante de pedreiro João Leite Batista, 36 anos, disse à Polícia Civil que matou Vanessa Silva Souza, 22 anos, porque ela o ameaçou de morte.

Ele declarou que os dois brigaram na noite dessa quarta-feira e também na manhã desta quinta-feira, antes do crime, ocorrido hoje no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

Durante as brigas, disse João, Vanessa o ameaçou de morte, inclusive até segurando uma faca, e por causa disso ele decidiu mata-la.

João nega que tenha roubado R$ 20 da vítima, conforme contou à Polícia Civil a principal testemunha do caso.

João foi preso em flagrante por latrocínio - roubo seguido de morte, após ter matado Vanessa a golpes de faca e roubado dela uma nota de R$ 20.

Uma testemunha, que será intimada para prestar depoimento sobre o caso, tirou a cédula do autor. A nota está com manchas de sangue humano e será periciada. A intenção é verificar a quem pertence o sangue.

A principal testemunha declarou à Polícia que João já a agrediu e roubou dela R$ 100, mas ela não comunicou o caso na época à segurança pública.

Autor e vítima não tinham relacionamento amoroso. Eles eram usuários de drogas e se conheciam por conta disso.

Ambos têm passagens pela Polícia, sendo que João tem até por estupro.



Se prender o MUTIRÃO CARCERARIO SOLTA
 
jonas mello em 28/04/2011 08:03:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions