A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/01/2014 17:22

Infestação da dengue dispara em alguns bairros e morador vê descaso

Viviane Oliveira e Filipe Prado
Copos e recipientes plásticos estão espalhados por todo o bairro (Foto: Marcos Ermínio)Copos e recipientes plásticos estão espalhados por todo o bairro (Foto: Marcos Ermínio)

O índice de infestação da dengue teve aumento em Campo Grande entre os meses de novembro de 2013 e janeiro deste ano, de 1,8% para 2,1%, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Apesar do risco de novo epidemia, moradores denunciam que bairros com alto índice, de 5,3% dos imóveis com focos, como a Vila Jacy, não são alvo das ações de combate à doença. 

Segundo a dona de casa Sílvia Jara, 23 anos, desde o início do ano passado, nenhum agente de epidemiologia passa na sua residência. "Está um descaso", lamentou a moradora do bairro, onde ruas estão tomadas pelo matagal. O mato chega a ter mais de 1,8 metro de altura. 

Oito bairros de Campo Grande estão com alto índice de infestação da dengue e 64 estão em alerta. O LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti) do mês de janeiro mostra que 2,1% dos imóveis possuem focos do transmissor da doença. 

Sílvia conta que sua mãe e uma vizinha já tiveram a doença, mesmo com todos os cuidados que elas tomam, ela se preocupado com a falta de respeito dos outros moradores. "O pessoal joga lixo na rua, esses dias tinha uma cama box jogada aqui em frente de casa", contou.

Em 2013 foram registrados 46.448 casos notificados e 12 mortes confirmadas causadas pela doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

O matagal espalhado por toda a Vila Jacy chega a ter mais de 1,80m, além de copos e sacolas plásticas, garrafas de vidro e outros tipos de lixo encontrados nos terrenos e calçadas do bairro.

Infestação da dengue dispara em alguns bairros e morador vê descaso

O LIRAa de janeiro mostra que a situação é grave nos bairros Chácara Cachoeira, Santa Fé, Autonomista,Cruzeiro, São Francisco, Guanandi, Taquarussu, Jacy. Nestes bairros, o índice de infestação varia de 4,2% a 5,3%, valor muito acima do nível considerado satisfatório pelo Ministério da Saúde.

Segundo o diretor de Controle de Vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Alcides Ferreira, 78% dos focos do mosquito são encontrados nas residências.

No Guanandy a cultura dos moradores é responsável pelo grande indice de dengue. Segundo o aposentado Jacinto Cândido da Silva, 70, os agentes de saúde passam mensalmente nas casas do bairro, mas os moradores acabam não acatando as recomendações. "Muitos não mudam de atitude".

"Ninguém faz a limpeza aqui, pois sempre teve dengue no bairro", completou o aposentado. Que disse tentar conter os carroceiros que descarregam lixo no bairro. "Eu não deixo eles descarregarem aqui", afirmou.

Um laticínio abandonado, na Vila Jacy, pode ser um dos focos de dengue (Foto: Marcos Ermínio)Um laticínio abandonado, na Vila Jacy, pode ser um dos focos de dengue (Foto: Marcos Ermínio)
Os próprios moradores jogam lixo no bairro (Foto: Marcos Ermínio)Os próprios moradores jogam lixo no bairro (Foto: Marcos Ermínio)


- Só pra constar, como foi dito aqui, FERROS VELHOS são problemas sim, mas é bom lembrar que na pesquisa que aponta alto índice de infestação estes FERROS VELHOS ficam fora, para não influenciar negativamente na pesquisa, visto que os mesmos são visitados a cada 15 dias porque são pontos estratégicos, logo, se os focos foram coletados nas residencias vale salientar que a população é que esta transferindo as suas responsabilidades para o governo... Então vamos entrar aqui e reclamar na hora em que estivermos fazendo nossa parte no controle do agravo e também recebendo os agentes de saúde em casa. LEMBRETE: 5 MINUTOS POR DIA 3 vezes na semana é o que basta para eliminarmos os depósitos que contenham ou que possam conter água. VAMOS FAZER NOSSA PARTE ????
 
Zuza Ratier. em 17/01/2014 12:31:01
Parabéns pelo comentário Ricardo Boretti. É isso mesmo!
 
Cristina Rosa em 17/01/2014 11:49:47
Tá tudo bem que os agentes poderiam ser mais eficazes no combate. Mas existe uma coisa chamada educação, higiene. As pessoas são muito relaxadas. Você pode passear na ciclovia, onde tem uma mata bonita, e ver que as pessoas jogam lixo, comida, sofá. Gente, o que é isso? Imagine a casa das pessoas.
 
Cristina Rosa em 17/01/2014 11:47:47
Aqui no Jardim Antártica nem me lembro mais qdo q a agente de saúde passou. Falta fiscalização. As vezes agente encontra os agentes batendo papo esperando passar a hora e não faz o serviço direito.
 
Rosa Ferreira em 17/01/2014 09:32:30
Concordo plenamente com os comentários de que a população deve ser consciente e limpar sua casa e quintal, já é um começo. Mas limpar e jogar na calçada ou na rua não vai resolver o problema. #Fica a dica#
 
Viviane Silva em 17/01/2014 09:23:41
Essa fotos aê são fichinha perto do lixo que está acumulado na esquina da rua 50 com 49 na Nova Campo Grande, se essas imagens mostradas são um descaso lá seria abandono.
Gostaria que dessem uma passadinha ali na Nova Campo Grande divisa com o Bairro Serradinho e conferissem a pilha de lixo que existe lá, foram o acúmulo de água parada das chuvas que formam uma lagoa dentro dos terrenos baldios e cheios de lixo.
 
Washington Andrade em 17/01/2014 07:16:06
nao eh so os bairros e vilas e nem quintais baldios q temos q cuidar praças e semiterios tbm
varios potes de plantas sem nenhuma planta e cheio de aguas nos semiterios temos q todos abrir bem os olhos cuidado dengue mata nunca perdi ninguem com dengue e nem quero perder ATENÇAO
 
Cristiane Martins Brito em 16/01/2014 19:34:55
É fácil cobrar atitude por parte do governo e não fazer nada! Duvido, e muito, que as mesmas pessoas que reclamam da falta de visita dos técnicos da prefeitura, vejam um pote cheio de água parada e se dê ao trabalho de recolher! Prefere ficar sentada no sofá da sala da sua casa, olhando o portão pela janela pra ver se algum fiscal da prefeitura chega! A infestação da dengue é por culpa desse povinho subdesenvolvido que joga lixo na rua! E enquanto for "normal" jogar a culpa no próximo, vamos continuar vivendo no submundo onde a dengue faz festa! Hora de agir e parar de reclamar minha gente!
 
Ricardo Boretti em 16/01/2014 18:57:32
Sabe o que acho engraçado..as pessoas ficam falando que não tem agente passando..mas acontece que OS FOCOS FORAM ENCONTRADOS DENTRO DAS RESIDENCIAS...isso significa que a POPULAÇÃO.... NÃO CUIDA DO SEU PROPRIO QUINTAL....AI FICAM ESPERANDO OS AGENTES PASSAREM...e outra coisa...O POVO tem que tomar vergonha na cara e ter a cultura de LIMPAR SUA PROPRIA RESIDENCIA.....
 
MARIA SILVA em 16/01/2014 18:39:38
Se a Prefeitura não tomar medidas eficazes, contra os "ferros velhos" existentes no guanandy e também na vila jacy, o combate a dengue, vai ser o mesmo que enxugar gelo. Basta averiguar e ver que o maior número de focos de dengue estão lá entre os veículos abandonados a céu aberto.
 
Valter Oliveira em 16/01/2014 18:35:08
- Lamentável o povo brasileiro achar que o poder publico tem de limpar suas residencias. Pessoal, abra bem os olhos... dengue tem a ver com água parada, e o Lira mostra que os depósitos inservíveis e com água estão predominantemente dentro das casas e quintais onde existem moradores. esclarecido este ponto é bom que a senhora moradora do JACY saiba que as visitas dos agentes são sistemáticas nesse bairro a cada 2 meses, ou seja, 6 vezes ao ano. Então, mesmo na iminência de uma EPIDEMIA DE DENGUE, ainda temos moradores que se acham inatingíveis e não abrem as portas para os agentes de saúde, não cuidam de seus quintais e depois querem aparecer aqui na mídia falando daquilo que não conhecem. Por favor, se informem, e mais importante, LIMPEM E MANTENHAM LIMPOS seus quintais... simples assim.
 
Zuza Ratier em 16/01/2014 18:14:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions