A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/01/2014 18:05

Laudo aponta que jovem sofreu politraumatismo na noite de réveillon

Bruno Chaves
Giovanna viajou para Londrina, mas deve retornar à Capital no próximo mês (Foto: Divulgação/Facebook)Giovanna viajou para Londrina, mas deve retornar à Capital no próximo mês (Foto: Divulgação/Facebook)

O laudo pericial realizado em Giovanna Nantes Tresse de Oliveira, 19 anos, que ficou ferida após brigar com o então namorado Matheus Georges ZadraTannous, 19, na noite de réveillon, em Campo Grande, ficou pronto nesta quarta-feira (29). O exame concluiu que ela sofreu politraumatismo no rosto.

Realizado pela perita médica legista Marlene Carmono Lemos, o exame de corpo de delito explica ponto a ponto cada tipo de lesão sofrida por Giovanna. O laudo está à disposição da autoridade policial, a delegada Rosely Molina, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que investiga o caso.

Marlene evitou antecipar a conclusão, mas disse que poderá explicar detalhes do exame depois que a delegada se manifestar sobre o assunto. A delegada já disse que o laudo é primordial para dizer se Giovanna, encontrada com quatro fraturas no rosto, foi agredida ou sofreu um acidente. A jovem ainda não prestou depoimento à polícia.

Segundo a família, Giovanna tem poucas recordações da noite do dia 1º de janeiro e só conversará com a delegada após liberação da psicóloga. Ela deverá voltar à Capital no próximo mês para prestar depoimento.

Matheus, principal suspeito, conversou com a delegada, por mais de uma vez, e afirmou que a menina se machucou ao cair no banheiro. Ele chegou a ser preso, mas foi solto pela Justiça, já que a jovem foi para a cidade de Londrina (PR) com a mãe.

Crime - Giovanna foi internada na madrugada do dia 1º de janeiro, logo após a comemoração do Ano Novo, com quatro fraturas no rosto, duas no maxilar e duas abaixo do olho direito, sendo que precisou passar por cirurgia.

A jovem estava acompanhada apenas do namorado em um apartamento da mãe do Matheus, localizado na Rua São Paulo, Vila Célia, quando ocorreu uma discussão.



Ora, quando a própria vítima acoberta o agressor, omitindo a verdade, alegando "não lembrar-se bem do que ocorreu no dia em que quebraram a cara dela", demonstra claramente que ela não quer JUSTIÇA. E mais, quer seu agressor livre p/ espancar ela novamente!!!!!!!!!!
 
angelica mattos em 30/01/2014 10:26:44
não sei qual é a da giovanna ou ela tá defendendo o camarada ou tá com medo?abra a boca giovanna e deixa o resto acontecer não aceita a violência porque se ele fez com voce e nimguém fazer nada ele vai fazer com mais mulheres.BASTA DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER.
 
ivone maciel em 30/01/2014 09:42:16
Ou seja um laudo não conclusivo, só constatou o que já se sabia. Brincadeira a legista dizer que pode dar mais explicações após a delegada se manifestar sobre o assunto. Se não estiver constando nesse laudo, que solicitem a essa legista ou um outro pra especificar, se for possível, que tipo de pancada frente a dinâmica de um possível acontecimento poderia ter causado cada fratura.
 
Adriano Magalhães em 30/01/2014 09:18:10
E camaradinha, se você apronta essa com uma filha minha, você, ia ver, como aqui corre sangue nas veias.
 
Hélio guedes de souzah em 30/01/2014 07:20:39
Sério que precisou desse tempo todo pra descobrir isso? Aff! Cada coisa! Estão parecendo cachorro correndo atrás do rabo! E esse caso só está tendo toda essa atenção por conta da repercussão na mídia, porque se fosse algum outro caso que não tivesse visibilidade tão grande, o caso provavelmente estaria dentro de uma gaveta!
 
Ricardo Boretti em 29/01/2014 18:58:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions