A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/08/2012 17:18

Livro mostra história e desafios 33 anos após Campo Grande virar Capital

Elverson Cardozo
Capa do livro. (Foto: Divulgação)Capa do livro. (Foto: Divulgação)

O arquiteto e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Ângelo Arruda, lançou nesta quarta-feira (22), na Câmara Municipal, o livro “Raízes do Planejamento Urbano em Campo Grande e a criação do Planurb”, durante solenidade em comemoração aos 25 anos do projeto.

A obra tem 120 páginas, é dividida em 5 capítulos e traz fotos e mapas antigos. Conta a história da criação do CMDU (Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano), passa pelo histórico da fundação do Instituto de Planejamento e aborda, na última parte, a trajetória do plano desde 1905.

Para o autor - que é ex-presidente do Planurb - a importância do trabalho está relacionada à trajetória de Campo Grande, que completa 113 anos no domingo (26). “Temos bons caminhos para enfrentar, mas não basta ter bons planos. É preciso boa fiscalização, excelente fiscalização da sociedade”, enfatizou.

Os empresários, afirmou, precisam enxergar o Planurb como um farol e o poder público deve fazer com que o Conselho de Desenvolvimento Urbano seja o órgão mais importante do município.

“Trinta e três anos depois que a cidade virou Capital ainda não conseguimos resolver os problemas do transporte, saneamento e habitação”, argumentou. “Temos cidades no Brasil que já conseguiram resolver isso”, completou.

O livro, adiantou, estará disponível na versão PDF a partir do mês de setembro no site da UFMS.

Lista de homenageados teve 122 nomes. (Foto: Divulgação)Lista de homenageados teve 122 nomes. (Foto: Divulgação)

Homenagem – A solenidade em comemoração aos 25 anos do Planurb reuniu funcionários do Instituto, conselheiros e secretários municipais no período de 1987 a 1988.

A abertura do evento contou com a participação dos músicos Marcelo Fernandes Pereira e Malu Mestrinho, da UFMS. A lista de homenageados teve 122 nomes, de ex-prefeitos, ex-presidentes do Planurb, ex-vereadores e servidores.

Ângelo Arruda destacou o pronunciamento do conselheiro Marcos Augusto, que pediu às autoridades mais atenção ao Planurb, para que o órgão ganhe mais força e tenha mais importância.

Planurb - Criado em 1987, durante a primeira gestão do então prefeito Juvêncio César da Fonseca, a Unidade de Planejamento Urbano é vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento.

A criação do Instituto Municipal de Planejamento Urbano se deu oito anos depois, em 1995, por meio da lei 3.183. O plano tem o objetivo de elaborar, acompanhar, avaliar e atualizar a política urbana de Campo Grande e de seu Plano Diretor.

Cabe ao Instituto prestar assessoramento técnico às ações da Administração Municipal nas questões que envolvem o planejamento físico-territorial da cidade, gestão colegiada do SMP (Sistema Municipal de Planejamento), do Sistema Municipal de Geoprocessamento, além da gestão democrática da cidade.

Ângelo Marcos Vieira foi o primeiro diretor executivo do Planurb.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions