A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/10/2016 16:56

'Machão' xinga e tenta dar tijolada em policiais, mas é contido a tiro

Adriano Fernandes
Rafael Silva de Oliveira, de 25 anos, foi baleado na cintura depois de discutir com policiais militares. (Foto: Simão Nogueira) Rafael Silva de Oliveira, de 25 anos, foi baleado na cintura depois de discutir com policiais militares. (Foto: Simão Nogueira)

O servente de pedreiro Rafael Silva de Oliveira, de 25 anos, foi baleado na cintura depois de discutir com policiais militares em sua residência na Rua Caravelas, no bairro Santa Mônica em Campo Grande. O rapaz estava bêbado. Além dele, o cunhado e um garoto de 16 anos foram detidos pela polícia, durante confusão que teve início por conta do sumiço de um aparelho celular.

Os policiais foram acionados depois que um homem, ainda não identificado, teria acusado Rafael de ter roubado seu aparelho telefônico. "Os dois beberam juntos ainda hoje, mas eu não conheço esse homem. Ele acusou meu marido de ter pego o celular dele e que iria chamar a polícia ", comentou a esposa do rapaz, Ana Carolina Silva Lopes, de 19 anos.

Dois policiais militares chegaram à residência para averiguar a situação por volta das 15h desta segunda-feira (3). Embriagado, Rafael teria discutido e xingado os policias por diversas vezes. Ao tentar fugir para uma obra quase em frente à sua residência na rua, ele teria tentado pegar um tijolo para tacar nos policias, quando foi atingido por um tiro na cintura.

Segundo a esposa de Rafael, enquanto ele já estava contido pelos policias na calçada em frente à residência do casal, os policiais acionaram o reforço. Com a chegada de outra viatura da polícia, o rapaz tentou fugir novamente para dentro de sua casa. Momento em que os policiais deram mais um disparo, mas que não acertou o rapaz.

Um cunhado da vitima, que mora em frente ao endereço, também discutiu com os policiais, que deram mais dois disparos no muro da casa do homem. No momento da ação estavam na residência de Rafael e a esposa os seus três filhos de 2 anos, um de 4 e uma bebe de 16 dias. A movimentação gerou revolta na esposa e assustou os a vizinhança da rua.

“Eles não precisavam ter atirado na casa do meu cunhado. Ele estava com uma criança no colo. Um dos tiros eles deram próximo à milha filha, aqui do lado do nosso portão”, se queixou a jovem. Um terceiro envolvido de 16 anos que é primo de Ana Carolina, também foi levado pela polícia por ter se envolvido na discussão.

Rafael foi levado consciente para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. O cunhado do rapaz e o jovem foram levados pelos policiais.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions